3730: NASA quer trancar pessoas durante 8 meses num laboratório russo. E paga por isso

CIÊNCIA/NASA/MARTE

NASA / Institute for Biomedical Problems

A agência espacial norte-americana NASA está a procura de participantes que estejam dispostos a estarem trancados durante oito meses dentro de um simulador de voo espacial no Instituto Russo de Problemas Biomédicos, em Moscovo.

Pode parecer estranho, mas é pelo bem da Ciência. De acordo com o portal Space, o objectivo passa por estudar os efeitos de passar um período de tempo isolado e confinado durante longas missões espaciais na Lua, Marte e, um dia, mais além.

Quando os humanos regressarem à Lua e viajarem para Marte, precisam de estar preparados para viagens espaciais de longa duração e estadias ainda mais longas nesses destinos distantes. Actualmente, o programa Artemis da NASA quer levar humanos na Lua pela primeira vez desde que a missão Apollo 17 da NASA lá pousou em 1972.

“Os participantes experimentarão aspectos ambientais semelhantes aos esperados pelos astronautas em futuras missões a Marte”, escreveu a NASA, num comunicado de imprensa.

A equipa passará oito meses a viver juntos e isolados e a trabalhar em investigações científicas. Segundo a agência espacial, os participantes também terão de completar missões espaciais simuladas durante a sua estadia.

A missão de oito meses vai seguir um estudo de quatro meses, realizado no ano passado, que simulou uma viagem à Lua e de volta à Terra nas mesmas instalações russas. A missão mais longa, chamada Mars500, durou 520 dias para simular uma viagem a Marte.

A NASA procura “participantes saudáveis” entre 30 e 55 anos que tenham experiência profissional com “ciências, tecnologia, engenharia ou matemática”. Os participantes também precisam de falar russo e inglês e estar dispostos a ficar presos durante oito meses.

A NASA está a oferecer 16.500 euros para estar deitado durante 60 dias

Imagine ser pago para estar deitado. É exactamente essa a proposta de trabalho da NASA e da Agência Espacial Europeia,…

Os participantes também serão compensados pelo tempo que passarão no simulador, mas ainda não é claro o valor que receberão no final da missão. “Existem diferentes níveis de compensação, que dependem de estar ou não associado à NASA ou se é um funcionário ou contratado da NASA”.

ZAP //

Por ZAP
22 Maio, 2020

 

spacenews

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.