3698: E se os foguetões fossem transparentes?

CIÊNCIA/ESPAÇO

Já imaginou como são os foguetões no interior? Um novo vídeo coloca, lado a lado, quatro tipos de foguetões durante a descolagem e a fase de separação.

O vídeo, com cerca de nove minutos, compara quatro foguetões diferentes: o Saturn V, fabricado pelos Estados Unidos e usado pela NASA entre 1967 e 1973; o Space Shuttle, que se reformou em 2011; o Falcon Heavy da SpaceX, que deve transportar astronautas para o Espaço ainda este mês; e o Sistema de Lançamento Espacial da NASA (SLS), em desenvolvimento desde que o Space Shuttle se reformou.

De acordo com o Futurity, as cores presentes nos quatro foguetões diferenciam os vários tipos de combustível usados.

O vermelho representa o querosene RP-1, uma forma de querosene extremamente refinada, muito semelhante ao combustível utilizado na aviação. O laranja é hidrogénio líquido (LH2), um tipo de combustível muito utilizado pela NASA.

O oxigénio líquido (LOX) surge no vídeo representado a azul e é a forma líquida do oxigénio diatómico que costuma ser usada para inflamar o LH2.

O SLS, ainda em desenvolvimento, irá misturar dois tipos de combustível: LH2 e LOX para produzir uma grande quantidade de energia e de água.

Devido à baixa densidade do LH2, o SLS da NASA precisaria de um tanque de combustível gigantesco. Para evitar essa necessidade, os designers da agência espacial europeia incluíram dois reforços de cada um dos lados do foguetão.

O Falcon Heavy e o Saturn V utilizam a versão refinada de querosene no primeiro estágio, que é descartada assim que o foguetão atinge uma determinada altitude.

O uso de querosene tem um grande impacto ambiental, uma vez que a queima deste combustível cria grandes quantidades de dióxido de carbono (CO2), um dos gases com efeito estufa. Esta situação pode agravar-se se a SpaceX cumprir os seus planos de lançar um foguetão para o Espaço a cada duas semanas.

ZAP //

Por ZAP
15 Maio, 2020

 

spacenews

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.