Tempestades Solares – I

CIÊNCIA/ASTRONOMIA

Tempestade solar chegando à Terra? Veja como isso poderia nos afectar

Tempestade solar é um fenómeno que acontece quando um cúmulo de energia do sol é libertado por meio de uma explosão, lançando partículas electromagnéticas. Mas essas tempestades são capazes de chegar até a Terra? E se sim, como elas podem interferir na nossa vida e no planeta?

Para começar, como acontece uma tempestade solar?

O nosso Sol é uma massa de gases que emite radiação de todos os tipos e sofre de constantes variações, como explosões de radiação.

As tempestades solares ocorrem quando um cúmulo de energia magnética no Sol é de repente libertado, gerando uma explosão. Se as tempestades forem particularmente fortes, elas podem vir acompanhadas de ejecções de massa coronal (CMEs), que são enormes nuvens de plasma que viajam a milhões de quilómetros por hora.

Os cientistas classificam as tempestades solares em três categorias: C, M ou X, onde a potência cresce dez vezes de uma classe para a outra.

Como isso pode afectar nossa vida?

As tempestades solares de classe C são mais fracas e não afectam a Terra de forma significativa. As explosões solares de classe M podem gerar breves apagamentos de rádio nos pólos e pequenas tempestades de radiação que podem pôr em perigo os astronautas em órbita. Já as tempestades de classe X podem ter consequências em todo o planeta, provocando apagões de rádio generalizados e longas tempestades de radiação. Entretanto, as CMEs que acompanham frequentemente as chamas solares têm potencial ainda mais destrutivo.

Quando as partículas carregadas de CME interagem com o campo magnético da Terra, elas podem gerar tempestades geo-magnéticas poderosas o suficiente para interromper os sinais GPS, os aparelhos de telecomunicação e as redes eléctricas. Voos também podem ser colocados em perigo, pois o fenómeno pode fazer com que os aviões fiquem incomunicáveis.

Por que isso é um problema maior hoje?

Se antigamente, as tempestades solares já representavam um problema, imagine num mundo onde todos dependemos da tecnologia para tudo!

Em 1921, uma tempestade solar eliminou as comunicações e gerou incêndios no nordeste dos Estados Unidos. Um estudo da Metatech Corporation em 2008 mostrou que se essa tempestade tivesse acontecesse hoje, ela afectaria mais de 130 milhões de pessoas em todo os Estados Unidos. Isso significaria um impacto económico de dois triliões de dólares.

Elas também podem afectar o nosso emocional

Além da influência sobre aparelhos tecnológicos, alguns estudos mostram que as tempestades solares também podem afectar o estado emocional das pessoas.

Uma das explicações mais aceitas é de que as tempestades solares dessincronizam nosso ritmo circadiano, que seria nosso relógio biológico. Isso acontece porque a glândula pineal no nosso cérebro é afectada pela actividade electromagnética.

De acordo com o professor Raymond Wheeler, da Universidade de Kansas, as tempestades solares também teriam sido causas directas de conflitos e até guerras. Wheeler estudou sobre como a violência em certas épocas podiam ser comparadas com os ciclos solares, que ocorrem a cada 11 anos.

Os resultados mostraram que, à medida que o ciclo do sol atingiu o pico, houve um aumento nas revoltas, rebeliões, revoluções e guerras entre as nações.

Quando Wheeler comparou as suas descobertas com a história humana, ele encontrou um padrão surpreendente que pode ser rastreado em até 2.500 anos.

Mas nem tudo são problemas

Uma pesquisa da NASA indica que as tempestades solares podem ter ajudado a criar a vida na Terra, descongelando a superfície do planeta. Além disso, cientistas apontam que essas tempestades podem ter propiciado outras condições para o desenvolvimento da vida, ajudando a formar o RNA e DNA.

E quando será a próxima tempestade solar?

As tempestades solares podem acontecer a qualquer momento, mas tendem a tornar-se mais severas e mais frequentes em ciclos de aproximadamente 11 anos.

De acordo com um estudo da Universidade de Denver, publicado pela revista Space Weather, uma tempestade solar de grande magnitude poderá ocorrer em 2020.

hipercultura

 

spacenews

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.