3280: Ursos da Ucrânia não estão a hibernar este inverno. O calor dá-lhes “insónias”

CIÊNCIA

Tânia Rêgo / ABr

Um inverno anormalmente quente está a afectar a actividade de hibernação dos ursos castanho da Ucrânia. A “insónia” está a afectar 29 dos 32 ursos do Parque Natural Nacional Synevir.

De acordo com uma publicação no Facebook, o Parque Natural Nacional Synevir deixa saber que, na Ucrânia, o inverno é um período de tempo em que todos os ursos deviam adormecer. No entanto, apenas três estão a hibernar. Segundo os conservacionistas, no ano passado, a maioria dos ursos hibernou no inverno.

A razão para o facto de os ursos não estarem a hibernar poderá ser a temperatura do ar que, segundo os conservacionistas, não está suficientemente baixa para permitir que os animais hibernem.

De acordo com o Newsweek, as temperaturas no Parque Natural Nacional Synevir rondam actualmente os 4ºC, o que é mais alto do que a média de Dezembro de -2,3ºC e mais próximo da temperatura normal no mês de Abril (6,9 ºC) – a altura em que os ursos terminam a sua hibernação.

O comunicado do parque dá nota que a região teve apenas uma semana fria, quando os três ursos conseguiram entrar em estado de hibernação. O resto, segundo eles, está “à espera da geada”.

A temperatura externa pode ser um indicador importante para os ursos quando se trata de determinar quando – e durante quanto tempo – hibernam. Nas semanas que antecederam a hibernação, estudos mostraram que a frequência cardíaca e a temperatura do corpo do urso começarão a cair e a actividade física diminuirá. À medida que as temperaturas se aproximam de zero e a neve chega, os animais acham um esconderijo para o inverno, iniciando o período de hibernação durante os meses de inverno.

De acordo com o Serviço Nacional de Parques, o período de hibernação de um urso varia de acordo com as espécies – de alguns dias ou semanas (ursos pretos no México) a mais de seis meses (ursos castanho no Alasca). O processo permite que sobrevivam à escassez de alimentos e cobertura de neve durante os meses de inverno, bem como às temperaturas mais baixas da estação.

Porém, a mudança climática parece estar a alterar o comportamento dos animais como o urso preto, que hibernam durante períodos mais curtos e saem da cova mais cedo quando o tempo está mais quente.

ZAP //

Por ZAP
28 Dezembro, 2019

 

spacenews

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.