3029: “Veado rato”, desaparecido durante quase 30 anos, foi reencontrado por cientistas

CIÊNCIA

O veado rato vietnamita (Tragulus versicolor) é uma espécie de animal que estava desaparecida há quase 30 anos e que foi agora reencontrada por cientistas.

O animal é uma espécie de pequeno veado, com pequenas presas, mas que tem o tamanho de um hamster. Conhecido como “veado rato”, e visto pela última vez há quase 30 anos, foi apanhado por câmaras instaladas estrategicamente pelos cientistas. A espécie é considerada endémica do Vietname, país onde foi novamente avistada.

“Não havia motivo para pensar que estava extinto, mas, ao mesmo tempo, não sabíamos que não estava extinto”, disse o autor do estudo, Andrew Tilker, da Global Wildlife Conservation, citado pela Live Science. “Nenhum cientista tinha ideia se ainda andava por aí”, acrescentou.

Tilker confessou ainda que a sua equipa há muito que tem feito esforços para reencontrar esta espécie. O artigo foi com os detalhes foi publicado, esta segunda-feira, na revista Nature Ecology & Evolution. De acordo com a National Geographic, a equipa de especialistas espera que esta redescoberta sirva para aprimorar a protecção da espécie.

Graças às câmaras activadas por sensor de movimento, os investigadores conseguiram captar 275 fotografias da espécie, durante cinco meses. Posteriormente, voltaram a instalar ainda mais câmaras durante o mesmo período de tempo e conseguiram outras 1.881 fotos.

Global Widlife Conservation

Os cientistas continuam sem saber quantos espécimes tem a população e se, de facto, a espécie continua em vias de extinção. No Vietname, a caça ilegal é um problema que ameaça várias espécie.

“Queremos perceber o quão ameaçada a espécie está e desenvolver estratégias de conservação baseadas em evidências para protegê-la. Se não implementarmos esforços de conservação para proteger esta espécie agora, da próxima vez que ela desaparecer, talvez não a encontremos novamente”, explicou Tilker.

ZAP //

Por ZAP
14 Novembro, 2019

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.