615: O Vulcão de Fogo já fez pelo menos 69 mortos

Esteban Biba / EPA

Pelo menos 69 pessoas morreram, este domingo, na sequência da erupção do vulcão do Fogo, na Guatemala, indicou um novo balanço do Instituto de Ciências Forenses guatemalteco.

Na segunda-feira, o director do Instituto de Ciências Forenses guatemalteco, Fanuel Garcia, disse que apenas 17 das 69 vítimas mortais foram até ao momento identificadas.

Fanuel Garcia explicou que as autoridades estão a tentar identificar os corpos através de testes de ADN e através de outros meios.

O responsável acrescentou ainda que a falta de electricidade na região torna as buscas, durante a noite, praticamente impossíveis.

Segundo a Reuters, o número de mortos pode aumentar e existem centenas de feridos.

O vulcão, situado a oeste da Cidade da Guatemala, entrou em violenta erupção no domingo, sendo a mais forte dos últimos anos, cobrindo as aldeias circundantes de cinzas incandescentes e lava, dando pouco tempo aos residentes para fugir.

As autoridades indicaram que mais de 3.200 pessoas de povoações na zona foram retiradas das habitações devido à queda das cinzas, que afectam uma área com perto de 1,7 milhões de pessoas.

O Instituto de sismologia guatemalteco anunciou que o vulcão, de 3.763 metros de altura, está a voltar à actividade normal, mas advertiu que as ravinas, de até 80 metros de profundidade, estão cheias de matéria vulcânica, não excluindo a ocorrência de uma nova erupção.

ZAP // Lusa

Por ZAP
5 Junho, 2018

[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1476]

[powr-hit-counter id=dbce2acd_1528200630193]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.