1413: Ripas de Frango com Fusilli Tricolore

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 545 g de bife de frango
– 250 g de Fusilli Tricolore
– 300 ml de Béchamel
– ervas e especiarias Margão para Massas q.b.
– ervas e especiarias Margão para Aves q.b.
– 1 cubo Knorr Massas
– fio de azeite
– 30 g de margarina + 2 colheres de sopa de azeite
– alho moído q.b.
– 1 colher de sopa de molho de soja
– sumo de limão q.b.
– queijo ralado Mozzarella q.b.
– sal e pimenta de misturas q.b.

Preparação:

1.- Corte os bifes em tirinhas, tempere-as com sal, pimenta de moinho, alho moído, ervas e especiarias para Aves, regue com sumo de limão e reserve.
2.- Leve uma panela ao lume com bastante água, tempere com sal, o cubo Knorr Massas, ervas e especiarias para Massas e um fio de azeite e deixe ferver. Introduza a massa, mexa e deixe cozinhar durante 8 minutos, mexendo de vez em quando. Retire do lume, escorra a água e deixe ficar a massa na panela. Ligue o forno a 180ºC.
3.- Numa frigideira ao lume, deite a margarina e o azeite, deixe derreter e frite as tiras de frango. A meio, tempere com o molho de soja. Retire-as da frigideira com uma escumadeira, deite-as na panela onde se encontra a massa, envolva tudo muito bem e reserve.
4.- Para o molho Béchamel: ou compra feito ou para o robot TM31, deite 3 dl de leite no copo, 20 g de margarina, 35 g de farinha de trigo, sal, pimenta e noz-moscada e programe 8 Min., Temp. 90ºC., Vel. 4.
5.- Envolva o Béchamel na panela onde se encontra a massa com as tiras de frango, deite a mistura num tabuleiro refractário e leve ao forno durante 25 a 30 minutos ou até ficar gratinado a gosto.

Reportagem:





Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus.
– Tempo: 55’ – Para 6 doses


© 28.Fev.2012

1412: Vatapá de Bacalhau (Açorda Tropical de Bacalhau com Camarão)

[Total: 0    Average: 0/5]

Hoje preparei uma receita brasileira, tendo de recorrer à Wikipédia para saber o que significa Vatapá (não consta do Enterro Ortográfico). Assim, a Wikipédia informou que Vatapá era…

Vatapá é um prato típico da cozinha da Bahia. O seu preparo pode incluir pão molhado ou farinha de rosca, fubá, gengibre, pimenta-malagueta, amendoim, castanha de caju, leite de coco, azeite-de-dendê, cebola e tomate.

Pode ser preparado com camarões frescos inteiros, ou secos e moídos, com peixe, com bacalhau ou com carne de frango, acompanhados de arroz. A sua consistência é cremosa. Também é muito famoso no Amazonas, Amapá e no Pará, onde a receita sofre variações como a ausência de amendoim e outros ingredientes comuns na versão tradicional baiana.

O vatapá é influência da culinária africana trazida pelos escravos nos navios negreiros, a partir do século XVI. Com os ingredientes encontrados nesta nova terra e a necessidade de suplementar sua dieta alimentar, desenvolveram outros pratos, que passaram a ser típicos da culinária brasileira. São disso exemplos o angu e a feijoada, entre outros.

Vatapá: Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Mas já que estamos numa de traduções, azeite-de-dendê, segundo a Wikipédia é: O azeite-de-dendê, azeite-de-dendém ou óleo de palma é um azeite popular nas culinárias brasileira e angolana e, também, no candomblé. É produzido a partir do fruto da palmeira conhecida como Dendezeiro (Elaeis guineensis). Está traduzido: azeite-de-dendê é = a óleo de palma.

Á medida que ia preparando a receita, certas interrogações iam desaparecendo, principalmente aquelas que decorreram da leitura prévia da dita cuja. Finalizado todo o processo, chamem-lhe os brasileiros de Vatapá mas para mim, traduzi para uma Açorda Tropical de Bacalhau com Camarão… Mas muito boa, diga-se com toda a franqueza!

Metade desta receita foi preparada no robot de cozinha TM31 e a outra metade no fogão. Quem não tiver o robot TM31 pode utilizar uma centrifugadora.

Ingredientes:

– 500 g de bacalhau do Pacífico Desfiado e Ultracongelado (Três Velas)
– 250 g de miolo de camarão 100/200
– 20 fatias (450 g) de pão de forma sem côdea (uma unid.)
– 200 g de tomate congelado em cubos
– 100 g de cebola congelada em cubos
– 1 colher de sopa de alho picado congelado
– 1 pimento verde
– 1 pimento vermelho
– 3 colheres de sopa de coentros frescos picados
– 1~2 dl de água (depende do pão)
– 1 dl de azeite (se tiver, utilize óleo de palma)
– 2 dl de leite de coco
– 2 colheres de sopa de gengibre ralado
– sal e pimenta a gosto
– piripiri q.b.
– (pode utilizar 1 chávena de castanha de caju picada)

Preparação:

1.- Descongele o bacalhau (este não tem pele nem espinhas) deixando-o de molho de um dia para o outro no frigorífico e mudando a água várias vezes. No dia, escorra bem a água do bacalhau e deite-o para o copo do robot TM31, juntamente com os pimentos lavados, sem sementes e cortados aos bocados, a cebola, o alho, o tomate, os coentros e dê 3 a 4 toques de Turbo (4 Seg. cada). Deite esta mistura para um recipiente, cubra com plástico e reserve.
2.- Desfaça as fatias de pão em pedaços e deite-os para o copo (10 fatias do pão de cada vez) e dê vários toques de Turbo até o pão ficar quase ralado. Retire do copo e repita a operação para as restantes 10 fatias. Deite o pão ralado para um recipiente e junte a água, envolvendo de modo a ficar bem húmido, deixando-o de molho durante 30 minutos.
3.- Leve um tacho ao lume com o azeite, deixe aquecer, junte o miolo de camarão e deixe refogar um pouco. Adicione depois o preparado do bacalhau, envolva e deixe cozinhar durante 20 minutos, mexendo de vez em quando. Junte o pão e o leite de coco, envolva e continue a cozinhar, mexendo sempre, até surgirem bolhas na superfície da mistura (parecido com as Furnas de S. Miguel…).
4.- Polvilhe com o gengibre (e nesta fase, se quiser, com a castanha de caju), envolva muito bem e deixe cozinhar mais 5 minutos. Rectifique temperos, junte o piripiri, mexa, tire do lume, deite para uma travessa e sirva de imediato.

Reportagem:









Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus, baseada numa receita de Lopo Pegado.
– Tempo: 60’ + tempo descongelar – Para 6/7 doses


© 27.Fev.2012

1411: Gala TVI 25/02/2012

[Total: 0    Average: 0/5]

Nem só de comida vive o ser humano—

Tenho gostado da Gala da TVI aos Domingos à noite em que artistas portugueses imitam figuras nacionais e internacionais. Aqui fica o resumo da Gala de ontem.

1410: Lombinhos de Porco com Molho de Mostarda

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 600 g de lombinhos de porco fatiados
– 100 gr margarina
– 200 ml de natas
– 1 colher de sopa de mostarda de Dijon
– 1 dl vinho branco
– 1/2 colher de sopa de farinha de trigo
– 100 g de cebola congelada em cubos
– pimenta preta q.b.
– sal q. b.

Preparação:

1.- Num tacho ao lume, deite a margarina, deixe derreter e aloure os bifinhos em lume forte. Tempere-os com sal e pimenta, reduza o lume e deixe cozinhar durante 10 minutos.
2.- No mesmo tacho onde ficou a gordura, adicione a cebola e junte, mexendo sempre, a farinha. Deixe cozinhar durante 3 minutos.
3.- Sem parar de mexer, adicione aos poucos, o vinho branco, ligue bem o molho, junte a mostarda e adicione depois as natas. Junte de novo a carne no tacho, tape e deixe cozinhar, em lume brando, durante 10 minutos sem deixar ferver o molho.
4.- Retire do lume para uma travessa e sirva de imediato com uma guarnição de arroz ou esparguete.

Reportagem:





Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus
– Tempo: 35′ – Para 6/7 doses


© 25.Fev.2012

1409: Empadão de Pescada com Tomate e Manjericão

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 600 g de pescada para cozer nº. 3
– 200 g de cebola congelada em cubos
– 1 colher de sopa de alho congelado picado
– 1 cenoura grande
– 400 ml de tomate triturado com Manjericão (Auchan)
– 1 dl de azeite
– ervas e especiarias Margão para Peixes q.b.
– sal e pimenta de misturas q.b.
– 1 pacote de flocos de batata para puré (Jerónimos)
– 7,5 dl de água (de cozer a pescada)
– 30 g de margarina
– 4,5 dl de leite
– noz-moscada q.b.
– queijo Grana Padano ralado q.b.

Preparação:

1.- Descongele a pescada, coloque-a num tacho com água fria até cobrir bem e leve ao lume até ferver. Retire do lume e deixe a pescada arrefecer dentro da água.
2.- Para o Puré de Batata: Retire 7,5 dl da água de cozer a pescada, previamente passada por um coador, coloque-a numa panela, junte a margarina e deixe ferver. Junte o leite frio e a noz-moscada, mexa e verta os flocos de batata para a panela deixando repousar por uns segundos. Com uma colher de pau envolva bem os flocos até o puré se tornar consistente.
3.- Num tacho ao lume, deite o azeite, deixe aquecer, junte a cebola e o alho e deixe esta amaciar. Junte a cenoura previamente cortado em cubos ou triângulos e deixe cozinhar durante 5 minutos, mexendo de vez em quando. Junte depois o tomate aromatizado, as ervas e especiarias para Peixes, tempere com sal e pimenta, envolva e deixe cozinhar mais 5 minutos, mexendo de vez em quando.
4.- Desfaça a pescada em lascas miúdas, deite-a no tacho, envolva tudo muito bem e deixe cozinhar em lume muito brando, durante 10 minutos, mexendo de vez em quando. Deite metade do puré num tabuleiro, espalhe a mistura da pescada por cima, cubra com o restante puré, polvilhe com o queijo ralado e leve ao forno durante 20 a 25 minutos ou até ficar douradinho. Sirva de imediato.

Reportagem:







Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus, baseada numa receita do Chefe Hernâni Ermida, publicada no Jornal Dica da Semana de 23.Fev.2012.
– Tempo: 65’ – Para 6 doses



© 22.Fev.2012

1408: Frango à Passarinho

[Total: 0    Average: 0/5]

 

widgets

Ingredientes:

– 450 g de Bifes de Frango
– 1 dl de vinho branco
– 1 colher de sopa de alho congelado picado
– 1 colher de chá de alho moído
– 1 folha de louro
– sumo de limão q.b.
– 1 dl de azeite
– 30 g de margarina
– ervas e especiarias Margão para Aves q.b.
– sal e pimenta de misturas q.b.

Preparação:

1.- Lave bem os bifes em água corrente e corte-os em pedaços pequenos (cubos).
2.- Num recipiente, deite os pedaços de frango e tempere com o sal, pimenta, alho moído, louro, vinho branco, alho picado e o sumo de limão. Envolva tudo muito bem e deixe marinar durante 2 horas.
3.- Leve uma frigideira ao lume com a margarina e o azeite, deixe derreter/aquecer, adicione os pedaços de frango escorridos até ficarem douradinhos. Retire a carne da frigideira e junte a esta a marinada, deixando ferver durante 3 minutos.
4.- Coloque os pedaços de frango numa travessa, regue-os com o molho da frigideira e sirva de imediato com uma guarnição de arroz branco ou de açafrão (meu preferido).

Reportagem:







Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus, baseada numa receita de Mário R.C. Lopes, Chefe de Cozinha do Grand Hotel Regina, Suíça.
– Tempo: 25’ + 120’ marinar – Para 4 doses


© 21.Fev.2012

1407: Almôndegas em Molho de Tomate Aromatizado e Natas de Cogumelos Porcini

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 360 g de almôndegas de porco (12 unid.)
– 200 ml de natas com Cogumelos Porcini da Parmalat
– 1 colher de sopa de alho congelado picado
– 400 g de tomate triturado com ervas aromáticas (Auchan)
– 1 colher de sobremesa de Paprika
– 1 colher de café de açúcar
– 1 dl de azeite
– sal e pimenta de misturas q.b.

Preparação:

1.- Passe as almôndegas por farinha. Num tacho, deite o azeite, deixe aquecer, junte o alho e deixe alourar um pouco. Adicione as almôndegas e deixe fritar, movendo-as com a ajuda de uma colher de pau até ficarem douradinhas. Retire as almôndegas do tacho para um prato e reserve.
2.- Adicione ao azeite de fritar a lata de tomate, a paprika, açúcar, sal e pimenta, mexa bem e deixe refogar durante 4 minutos, mexendo de vez em quando. Junte então as almôndegas e deixe cozinhar, em lume brando e com o tacho tapado, durante 30 minutos, mexendo regularmente com uma colher de pau ou simplesmente movendo o tacho.
3.- Terminado o tempo, adicione as natas com Cogumelos Porcini, envolva até homogeneizar tudo, retire do lume e sirva de imediato com uma guarnição de arroz ou, se preferir, esparguete ou puré de batata.

Reportagem:






Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus.
– Tempo: 50’ – Para 4 doses


© 19.Fev.2012

1406: Feijoada de Carnaval

[Total: 0    Average: 0/5]

O título dado a esta receita será por estarmos na quadra carnavalesca? É que não vejo qualquer ligação entre os ingredientes e o Carnaval… Quando li o título no jornal, pensei que com os ingredientes seriam confeccionados também uns “confettis”… 😉

Humor à parte, esta Feijoada tanto dá para o Carnaval, como para a Páscoa, Natal ou em qualquer dia que se queira elaborar porque fica saborosíssima! A repetir, sem dúvida e parabéns ao Chefe Hernâni Ermida que semanalmente, no Jornal Dica da Semana, nos vai presenteando com as suas deliciosas receitas.

Ingredientes:

– 400 g de Strogonoff de frango Várzea
– 2 frascos de feijão branco cozido Campo Largo (2×540 g)
– ½ chouriço de carne corrente
– 1 cebola
– 2 cenouras
– 1 colher de sopa de alho congelado picado
– ervas e especiarias Margão para Aves q.b.
– 1 dl de azeite
– 1 lata de tomate pelado Nostia (425 ml)
– 1 colher de chá de pimentão-doce
– salsa picada q.b.
– sal q.b.
– pimenta de misturas moída na altura q.b.

Preparação:

1.- Tempere as tiras de frango com sal, pimenta e ervas e especiarias para Aves. Descasque e corte as cenouras em rodelas. Descasque, corte e pique a cebola. Tire a pele ao chouriço e corte-o em rodelas. Reserve tudo.
2.- Num tacho ao lume, deite metade do azeite (0,5 dl), deixe aquecer e junte as tiras de frango deixando a carne cozinhar até ficar douradinha. Retire-a para um prato e reserve. Acrescente ao tacho o restante azeite (0,5 dl) e deixe aquecer. Junte então a cebola, o alho e a cenoura, mexa, junte as rodelas de chouriço e deixe cozinhar durante 5 minutos, mexendo de vez em quando.
3.- Adicione a lata de tomate inteira e o pimentão-doce, misture bem e deixe levantar fervura. Acrescente ao tacho as tiras de frango, envolva e deixe cozinhar durante 5 minutos, mexendo de vez em quando. Junte o feijão branco escorrido previamente passado por água corrente (não gosto daquele líquido que vem no frasco…), adicione um pouquinho de água ao tacho, envolva o feijão no preparado, rectifique os temperos, tape o tacho, reduza o lume para brando e deixe cozinhar durante 15 minutos, mexendo de vez em quando.
4.- Retire para uma travessa, polvilhe com a salsa picada e sirva de imediato.

Reportagem:









Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus, baseada numa receita do Chefe Hernâni Ermida, publicada no Jornal Dica da Semana de 16.Fev.2012.
– Tempo: 50’ – Para 6 doses

– Pode acompanhar este prato com uma guarnição de arroz branco


© 18.Fev.2012

Um Bom
Fotorkut

Sem pieguices, hein…???

1405: Bacalhau de Cerimónia

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 500 g de bacalhau desfiado congelado (422 g depois de descongelado)
– 844 g de batatas
– 200 g de cebola congelada em cubos
– 1 colher de sopa de alho congelado picado
– 1 dl de azeite
– ½ chouriço de carne
– queijo ralado Mozzarella q.b.
– margarina q.b.
– sal e pimenta de misturas q.b.

Preparação:

1.- Descongele o bacalhau colocando-o de molho por umas horas, descasque e corte as batatas em cubos. Coloque uma panela ao lume com água, uma pitada de sal e deixe ferver. Junte as batatas e o bacalhau e deixe cozinhar durante 20 minutos. Escorra a água e reserve. Corte o chouriço em rodelas finas. Ligue o forno a 180º.C. Unte muito bem um tabuleiro refractário com margarina.
2.- No robot TM 31, coloque o bacalhau e dê 3 toques de Turbo até aquele ficar em pasta. Retire para um recipiente e coloque agora as batatas cozidas, programando 30 Seg., Vel. 6~7 ou até ficarem em puré. Retire o puré para um recipiente, lave o copo, coloque a cebola e programe 3 a 4 toques de Turbo até a cebola ficar completamente desfeita.
3.- Num tacho ao lume, deite o azeite, deixe aquecer, junte a cebola, o alho e as rodelas de chouriço e deixe cozinhar durante 5 minutos, mexendo de vez em quando. Junte o bacalhau, envolva com o refogado e depois adicione o puré de batata, a pimenta moída na altura, envolvendo tudo muito bem. Rectifique o sal se necessário.
4.- Verta o preparado do bacalhau no tabuleiro, polvilhe generosamente com o queijo ralado e leve ao forno durante 30 minutos ou até ficar douradinho por cima. Retire do forno e sirva de imediato.

Reportagem:







Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus, baseada numa receita de Felícia Sampaio, Editora de Culinária do Roteiro Gastronómico de Portugal.
– Tempo: 60’ – Para 6 doses

– A quantidade de batatas, nesta receita, é sempre o dobro do peso do bacalhau.


© 16.Fev.2012

1404: Argolas de Lulas de Fricassé

[Total: 0    Average: 0/5]

Em primeiro lugar e antes da receita de hoje (14/02/2012), informo que estou novamente com problemas neste endereço dado que deixei de ter acesso novamente ao Painel de Administração e ao próprio Blogue.

Não sei que problema existe com este alojamento mas estou a pensar muito seriamente mudar de casa (host) porque se pago tenho o direito a usufruir plenamente dos serviços que me foram garantidos 24 horas/dia durante 365 dias. Colocada a explicação da anomalia, aqui fica a receita de hoje:

Ingredientes:

– 1 kg de lulas limpas
– 1 lata de 400 g de tomate triturado com Manjericão (Auchan)
– 2 cebolas
– 2 gemas de ovo
– 1 colher de sopa de Mostarda de Dijon
– 1 folha de louro
– 4 colheres de sopa de azeite
– 50 g de margarina
– sumo de limão q.b.
– piripiri q.b.
– salsa fresca picada q.b.
– sal e pimenta de misturas q.b.

Preparação:

1.- Corte as cebolas em rodelas muito finas. Corte também as lulas em argolas finas. Leve um tacho ao lume com o azeite, o louro e a margarina, deixe aquecer, deite a cebola e deixe amaciar. Junte a lata de tomate, envolva no refogado de cebola, tempere com sal, piripiri e deixe cozinhar durante 5 minutos, mexendo de vez em quando.
2.- Junte ao tacho as argolas de lulas, envolva bem no refogado, tape o tacho, reduza o lume para brando e deixe cozinhar durante 15 minutos, mexendo de vez em quando.
3.- Entretanto num recipiente, deite as gemas, a mostarda, sumo de limão a gosto e bata com a varinha de arames. Findo o tempo anterior, retire o tacho do lume, verta nele o batido de ovos, envolva muito bem nas lulas e volte de novo a colocar o tacho ao lume por mais 2 minutos, mexendo sempre.
4.- Retire do lume, deite para uma travessa, polvilhe com salsa picada e sirva de imediato com uma guarnição de arroz branco. (utilizei as sobras do arroz de cenoura que tinha preparado no dia anterior).

Reportagem:






Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus.
– Tempo: 50’ – Para 6 doses



© 14.Fev.2012