857: Hambúrgueres de Cebolada com Fettuccini

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 460 g de hambúrguer de Vitela do Monte (4 unidades)
– 1 colher de sopa de alho picado
– 1 cebola
– 1 colher de sopa de Massa de Pimentão
– tempero Margão para Bifes
– 1 cubo Knorr Bifes
– tempero Knorr (salsa e orégãos)
– 50 g de margarina
– 1 dl de azeite
– 1 cálice de vinho do Porto
– 1,5 dl de vinho branco
– 500 g de massa Fettuccini Milaneza
– 1 cubo Knorr Massas
– tempero Margão Massas
– sal e pimenta q.b.

Preparação:

1.- Tempere os hambúrgueres com sal, pimenta, tempero Margão para Bifes e tempero Knorr. Num tacho, coza a massa em água fervente, temperada com o cubo Knorr Massas e tempero Margão Massas, durante 5 minutos, retire, escorra e reserve em lugar quente.
2.- Entretanto, numa frigideira, deite o azeite, o alho, a cebola cortada às rodelas fininhas, a massa de pimentão, a margarina, o vinho branco, o vinho do Porto, o cubo Knorr Bifes, leve ao lume e deixe ferver, mexendo para misturar bem os componentes. Reduza a lume médio e deixe cozinhar mais 3 minutos.
3.- Junte os hambúrgueres à frigideira e deixe cozinhar durante 5 minutos, virando-os frequentemente para que fiquem bem cozinhados dos dois lados.
4.- Retire os hambúrgueres do lume, coloque-os numa travessa, junte a massa Fettuccini e sirva de imediato.

Informação Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus.
– Tempo: 30’- Para 4 doses

[Receita confeccionada pel’ O CozinheiroDaTreta em 16.Dez.2009]

816: Hambúrgueres de Novilho de Cebolada

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 4 hambúrgueres de novilho
– 1 colher de sopa de alho congelado picado
– 1 cebola
– 1 dl de azeite
– 50 g de margarina Vaqueiro
– 1,5 dl de vinho branco
– 1 chávena de café Nespresso de vinho do Porto
– 1 colher de sopa de massa de pimentão
– 1 cubo Knorr para Bifes
– Ervas de Provence q.b.
– sal e pimenta q.b.

Preparação:

1.- Tempere os hambúrgueres com sal, pimenta e Ervas de Provence e reserve.
2.- Num tacho, deite o azeite, o alho, a cebola cortada às rodelas fininhas, o cubo Knorr Bifes, a massa de pimentão, a margarina, o vinho do Porto e o vinho branco.
3.- Leve o tacho ao lume e deixe ferver, mexendo sempre para envolver todos os ingredientes e até que a cebola fique bem macia.
4.- Incorpore os hambúrgueres no tacho e deixe cozinhar bem, virando-os dos dois lados com a ajuda de uma espátula de cozinha. Retire e sirva de imediato com uma guarnição de arroz branco, esparguete ou batata frita a gosto.

Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus.
– Tempo: 30’ – Para 4 doses

[Receita confeccionada pel’ O CozinheiroDaTreta em 16.Out.2009]

Reportagem passo a passo em: HAMBÚRGUERES DE NOVILHO DE CEBOLADA

754: Filetes de Panga (peixe gato riscado) de Cebolada

[Total: 0    Average: 0/5]

Tenho mesmo de fazer um preâmbulo a esta receita porque ao ler tanto disparate e burrice juntas, não posso deixar passar em branco quando ainda por cima apelidam de patetas e ingénuos a quem consome esta espécie de peixe porque, dizem eles, é um peixe altamente contaminado, proveniente do Delta do Mekong (Vietnam), alimentado com peixes mortos e outros derivados e injectados com hormonas para se desenvolverem mais rapidamente.

Penso que por uma questão de confiança nas nossas autoridades sanitárias, este peixe tenha sido passado por exames microbiológicos a fim de detectarem se é ou não uma espécie saudável ou se e conforme é afirmado, um peixe altamente tóxico. Segundo a informação de quem passou esta mensagem de perigo, a ASAE, ao ser questionada, apenas refere que não é mais perigoso comer Panga do que comer outro qualquer produto de aquacultura (ver informação retirada do Site da ASAE sobre este assunto, no final deste artigo).

Cozinho esta espécie desde o ano passado, altura em que tive conhecimento da sua introdução no mercado nacional através de super e hipermercados – Pingo Doce e Pão de Açúcar, principalmente -, e até hoje não tive nenhuma gastroenterite, intoxicação ou anomalias de qualquer espécie devido à ingestão desta espécie “poluída, tóxica e altamente contaminada”. A não ser que esta intoxicação seja feita “au ralenti” e só daqui a uns anos se verifique. Mas como não como Panga todos os dias mas esporadicamente, penso que me vou “safar” desta!

Seria bom analisarmos, para sermos verdadeiramente imparciais, se TODOS os produtos que ingerimos, quer na forma sólida, quer na forma líquida, não estarão contaminados com pesticidas, adubos químicos, fertilizantes, conservantes, corantes, emulsionantes e outros acabados em “antes”, se o ar que respiramos é absolutamenteb puro, sem toxinas, sem poluição, sem monóxido de carbono, enfim, um ar de floresta virgem… e por aí fora. Porque a ter confiança não absoluta mas em 99% da situações, apenas confio nos cultivos biológicos.

Informação do Site da ASAE sobre o Peixe Gato Riscado ou Panga (Pangasius hypophthalmus):

Esclarecimento sobre panga ou peixe-gato

Com o objectivo de clarificar eventuais questões associadas à segurança do consumidor relativas à panga, a ASAE, com base no conhecimento actual, presta o seguinte esclarecimento:

Panga ou peixe-gato são nomes comuns para a espécie Pangasius hypophthalmus, peixe de água doce que está a ser produzido em aquacultura, maioritariamente no Vietname e também na China. Os sistemas de produção referidos são intensivos, utilizando lagoas e diques no delta do rio Mekong.

De acordo com dados do sector, as importações na UE deste peixe têm crescido a um ritmo acelerado. Em 2006 foram importadas aproximadamente 123,000 toneladas de filetes ultracongelados de P. hypophthalmus para países europeus, sendo a Espanha um dos grandes importadores.

A panga é um peixe de carne branca, que se encontra no retalho em filetes frescos ou congelados sem espinhas e pele, o que, juntamente com o baixo preço a que é comercializado, contribui para que seja um dos peixes mais consumidos em Espanha. Alguns armadores, associações do sector das pescas têm referido, relativamente às importações em grande escala de panga, que se está a gerar uma situação de concorrência desleal, que faz reduzir o preço do pescado autotocne, os quais também levantaram suspeitas relativamente à eventual toxicidade deste peixe, informação esta relativa à falta de segurança deste produto, que não foi prestada por qualquer organismo oficial (informação retirada de notícia em pagina electrónica espanhola para consumidor).

Em 2005, Portugal notificou, através do RASFF (Sistema de Alerta Rápido para a Alimentação Humana e Animal) a contaminação de filetes de P. hypophthalmus com malaquite verde (Notificação de alerta nº2005.549), tendo este peixe também sido notificado por contaminação bacteriana por Listeria monocytogenes em filetes descongelados.

A Comissão Europeia (CE) foi questionada pelo Parlamento Europeu relativamente a esta matéria, tendo, em Setembro de 2008, prestado esclarecimentos com base nos quais se referem os seguintes aspectos:

– O Serviço Alimentar e Veterinário da Direcção-Geral da Saúde e Protecção dos Consumidor da CE (DG Sanco) procede a missões regulares de inspecção on the spot para verificar se os sistemas de controlo oficial existentes e estabelecidos pelas autoridades competentes nos países exportadores, têm capacidade de garantir requisitos pelo menos equivalentes aos em vigor na UE. Relativamente a produtos da pesca, onde se incluem as explorações de aquacultura nas quais esta espécie é produzida, as inspecções focam, entre outros aspectos, a implementação de planos de monitorização de resíduos dos países, incluindo o plano de colheita de amostras, resultados das análises e qualidades dos próprios laboratórios de análise. Os postos de inspecção fronteiriços (PIF) dos Estados-membros à chegada das mercadorias também procedem ao controlo dos produtos, que inclui análises ao acaso.

– No que se refere à panga foram emitidas em 2007 e 2008, um total de 7 notificações RASFF, sendo que 5 destas foram relativas à presença de resíduos de medicamentos veterinários em P. hypophthalmus. Neste mesmo período foram emitidas 57 notificações RASFF referentes a produtos provenientes da China com contaminação com resíduos de medicamentos veterinários sem que nenhuma fosse relativa a este peixe.

– Perante esta situação foram impostas à China medidas adicionais pela CE, que se referem à análise obrigatória para pesquisar a presença de cloranfenicol, nitrofuranos e seus metabolitos, violeta-cristal e malaquite verde. Este tipo de medidas não foi aplicado ao P. hypophthalmus do Vietname por se considerar que a situação relativamente àquele país não o justificava.

– Após a detecção de substâncias proibidas ou não autorizadas pelos PIF, e a emissão de notificações RASFF, a CE impõe controlos reforçados, sendo os 10 próximos carregamentos da mesma origem testados. Para o caso da presença de resíduos em P. hypophthalmus do Vietname, os Estados-membros reforçaram o controlo sobre o produto, tendo procedido a análises do carregamento seguinte.

– As medidas impostas pela CE conduziram à redução das notificações para um total de 4 em 2007 e 1 até Setembro de 2008.

Finalmente, as informações disponíveis parecem indicar que o risco associado a P. hypophthalmus não será diferente do que está associado aos produtos do aquacultura em geral.

Direcção de Avaliação dos Riscos na Cadeia Alimentar
5 de Junho de 2009

E nos finalmentes, vamos concretamente à receita mencionada em título:

Ingredientes:

– 6 filetes de Panga (peixe gato riscado)
– 2 cebolas
– 2 dentes de alho
– 200 g de polpa de tomate Alho & Cebola Compal
– 1 dl de azeite
– 3 colheres de sopa de vinho branco
– sumo de limão q.b.
– orégãos picados a gosto
– sal e pimenta branca moída q.b.
– salsa q.b.
– batatas para acompanhar

Preparação:

1.- Deixe descongelar os filetes e depois passe-os por água fria, seque-os bem e tempere-os com sal, pimenta, orégãos e o sumo de limão. Depois, deixe marinar durante 20 minutos. Entretanto, descasque as cebolas e os alhos, corte a cebola em rodelas fininhas e pique os alhos.
2.- Coloque tudo num tacho, junte o azeite e leve ao lume, deixando cozinhar até a cebola ficar macia. Adicione depois a polpa de tomate e o vinho branco e tempere com sal e pimenta. Entretanto, coza as batatas em água temperada com sal.
3.- Mexa tudo muito bem, deixe ferver e junte os filetes ao preparado juntamente com a marinada. Tape e deixe cozinhar, em lume brando, durante 15 minutos, mexendo o tacho de vez em quando.
4.- Retire e silva polvilhado com salsa picada a gosto e acompanhado com batata cozida.

Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus.
– Tempo: 50’ – Para 6 doses

[Receita confeccionada pel’ O CozinheiroDaTreta em 01.Ago.2009]

Reportagem passo a passo em: FILETES DE PANGA DE CEBOLADA COM ORÉGÃOS

[SlideDeck id=’1′ width=’100%’ height=’300px’]

748: Bifes de Atum de Cebolada

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 400 g de bifes de atum
– 3 cebolas
– 3 colheres de sopa de Vaqueiro Alho
– 2 colheres de sopa de alho congelado picado
– 0,5 dl de vinho branco
– 1 folha de louro
– sal e pimenta q.b.
– sumo de limão q.b.
– salsa fresca picada q.b.

Preparação:

1.- Coloque os bifes de atum num Pyrex. Tempere com sal, pimenta branca, sumo de limão, uma colher de sopa de alho picado congelado e o vinho branco. Deixe marinar durante 60 minutos.
2.- Descasque as cebolas e corte-as às rodelas finas. Numa frigideira, deite a Vaqueiro Alho e leve ao lume. Deixe derreter, junte o restante alho picado, a cebola, a marinada e a folha de louro e deixe cozinhar durante 2 minutos. Coloque então os bifes, tendo o cuidado de os voltar, para cozinhar dos dois lados, envolvendo-os com a cebola.
3.- Sirva na própria frigideira, acompanhado de batatas fritas em palitos ou aos cubos e polvilhado com salsa picada.

Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus.
– Tempo: 30’ + 60’ marinar – Para 4 doses

[Receita confeccionada pel’ O CozinheiroDaTreta em 26.Jul.2009]

Reportagem passo a passo em: BIFES DE ATUM DE CEBOLADA

[SlideDeck id=’1′ width=’100%’ height=’300px’]

740: Frango à Basca

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 650 g de peitos de frango
– 1 lata pequena de tomate sem pele
– 200 g de salame simples
– 1 cebola grande
– 60 g de banha
– 5 dl de caldo de Aves com Limão Knorr (Edição Limitada)
– 1 cubo Knorr para Arroz
– 3 colheres de chá rasas de pimentão doce
– 1 folha de louro
– 250 g de arroz agulha
– tomilho q.b.
– sal e pimenta q.b.

Preparação:

1.- Arranje e corte os peitos de frango em pedaços mais pequenos. Coloque um tacho com a banha ao lume e deixe derreter. Adicione os pedaços de frango e deixe cozinhar até ficarem dourados. Retire e reserve numa travessa. Prepare o caldo colocando um tachinho com 600 g de água ao lume e o cubo Knorr Aves com Limão ou simplesmente um caldo de galinha e deixe ferver. Reserve.
2.- Deite a cebola na gordura, cortada em meias luas pequenas e deixe alourar bem. Deite novamente o frango no tacho, o tomilho, o louro, o salame e tempere com sal e pimenta a gosto.
3.- Adicione o caldo Knorr anteriormente preparado e deixe cozinhar em lume brando durante 40 minutos. Retire o frango, reserve e coe o caldo. Numa caçarola à parte, derreta o resto da banha e junte-lhe o tomate, o pimentão-doce e o caldo coado. Deixe cozinhar até o molho adquirir espessura. Com a varinha mágica, desfaça o tomate até o molho ficar homogéneo. Rectifique temperos, se necessário.
4.- Entretanto, coza o arroz em água temperada com um cubo Knorr para Arroz e um fio de azeite. Deite o arroz para um prato de servir grande e espalhe-o pelo fundo. Por cima, coloque os pedaços de frango e depois regue com o molho de tomate. Finalmente, decore o prato com o salame cortado em rodelas finas e sirva de imediato.

Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus, baseada numa receita de Felícia Sampaio, Editora de Culinária do Roteiro Gastronómico de Portugal.
– Tempo : 60’ – Para 6 doses

[Receita confeccionada pel’ O CozinheiroDaTreta em 18.Jul.2009]

Reportagem passo a passo em: FRANGO À BASCA

[SlideDeck id=’1′ width=’100%’ height=’300px’]

732: Frango de Cebolada

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 500 g de bifes de frango
– 1 cebola grande ou 2 pequenas
– 1 colher de sopa de alho picado congelado
– 1 dl de vinho branco
– 1 lata pequena de tomate em pedaços
– 0,5 dl de azeite
– 1 cubo Knorr Aves com Limão (Edição Limitada)
– manjericão q.b.
– sal e pimenta q.b.

Preparação:

1.- Leve um tacho ao lume com o azeite, o alho e a cebola cortada em rodelas finas e deixe amaciar a cebola. Junte depois a lata de tomate, misture e deixe cozinhar durante 3 minutos.
2.- Junte depois os bifes de frango cortados em pedaços mais pequenos, tempere com sal e pimenta a gosto e uma pitada de manjericão. Deixe cozinhar, mexendo de vez em quanto por 3 minutos.
3.- Adicione o vinho branco, o cubo Knorr Aves com Limão (E.L.) e deixe cozinhar por mais 5 minutos, mexendo de vez em quando.
4.- Retire e sirva de imediato acompanhado com esparguete.

Nota do Apok@lypsus:
– Uma preparação Apok@lypsus
– Tempo: 30′ – Para 5 doses

[Receita confeccionada pel’ O CozinheiroDaTreta em 08.Jul.2009]

Reportagem passo a passo em: FRANGO DE CEBOLADA

[SlideDeck id=’1′ width=’100%’ height=’300px’]

635: Almôndegas de Cebolada com Especiarias (Actifry)

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 550 g de almôndegas de carne de vaca (18 unidades)
– 1 colher de chá de Alho em Pó
– 1 cebola
– Ervas e Especiarias para Bifes da Margão (*)
– 1 folha de louro
– 1 barra de Tempero Knorr Alho & Salsa
– azeite q.b.
– margarina q.b.

Preparação:

1.- Colocar na cuba uma cebola cortada às rodelas e por cima dispor as almôndegas, o alho em pó e temperar com as especiarias para Bifes, a folha de louro, a barra de Tempero Knorr, regando tudo com um pouco de azeite. Juntar também umas nozes de margarina.
2.- Programar a ActiFry para 20 minutos.
3.- Quando as almôndegas estiverem prontas, desligar a ActiFry e deixar ficar um pouco na cuba. 4.- Retirar as almôndegas para uma travessa, regando com a cebolada e o molho. Pode acompanhar com arroz branco ou esparguete cozidos. Aproveitei o Esparguete no Forno de véspera.

(*) – Mistura de 3 Pimentas (preta, verde e branca), cebola, mostarda em grão, papoila, salsa e tomilho.

– Tempo: 25’ – Para 6 doses

[Receita confeccionada em 15.Jan.2009]

[SlideDeck id=’3′ width=’100%’ height=’300px’]

399: Hambúrgueres de Cebolada

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 4 hambúrgueres de Frango
– ½ pimento vermelho
– ½ pimento verde
– 1 colher de sopa de margarina
– 2 cebolas
– 1 folha de louro
– 300 g de tomate congelado em cubos
– 1 dl de vinho branco
– 1 colher de sopa de vinagre
– salsa picada q.b.
– sal e pimenta q.b.

Preparação:

1.- Corte a cebola em rodelas finas e os pimentos em tiras fininhas. Descongele os cubos de tomate, passando-os por água a ferver.
2.- Num tacho ao lume, deite a margarina, a cebola, o louro e os pimentos, mexendo muito bem e quando a cebola estiver alourada, acrescente o tomate e o vinho e deixe refogar bem.
3.- Adicione depois o vinagre e os hambúrgueres, tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar por 25 minutos em lume brando, virando os hambúrgueres dos dois lados para ficarem bem cozinhados.

– Tempo: 35’ – Para 4 doses

[Receita confeccionada em 02.Fev.2009]

[SlideDeck id=’4768′ width=’100%’ height=’300px’]

235: Medalhões de Porco de Cebolada

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 850 g de lombo de porco fatiado
– 2 cebolas grandes
– 2 dentes de alho
– 400 g de tomate congelado em cubos
– 4 c. de sopa de azeite
– sal e pimenta q.b.

Preparação:

1.- Tempere os lombos de porco com sal e pimenta. Descasque as cebolas e os dentes de alho, corte as cebolas em rodelas e pique os dentes de alho. Escalde os cubos de tomate e escorra.
2.- Leve um tacho ao lume com o azeite, deixe aquecer, junte a cebola e os alhos e deixe refogar até a cebola ficar macia. Adicione os cubos de tomate e 0,5 dl de água, mexa e deixe cozinhar mais 3 minutos.
3.- Junte depois os bifes, tape e deixe cozinhar, em lume brando, até a carne ficar tenra.
4.- Rectifique os temperos, retire do lume e sirva polvilhado com salsa picada. Acompanhe com batatinhas fritas.

– Tempo: 60’ – Para 6 doses

184: Filetes de Panga de Cebolada

[Total: 0    Average: 0/5]

Ingredientes:

– 4 filetes de Panga (ou outro peixe a gosto)
– 2 cebolas
– 2 dentes de alho
– 1 lata pequena de tomate pelado
– 1 dl de azeite
– 3 colheres de sopa de vinho branco
– sumo de ½ limão
– 1 colher de café de órgãos picados
– sal e pimenta branca moída q.b.
– salsa q.b.
– batatas para acompanhar

Preparação:

1.- Deixe descongelar os filetes e depois passe-os por água fria, seque-os bem e tempere-os com sal, pimenta, orégãos e o sumo de limão. Depois, deixe marinar durante 20 minutos. Entretanto, descasque as cebolas e os alhos, corte a cebola em rodelas fininhas e pique os alhos
2.- De seguida, coloque tudo num tacho, junte o azeite e leve ao lume, deixando cozinhar até a cebola ficar macia. Adicione depois o tomate picado grosseiramente com o seu molho e o vinho branco e tempere com sal e pimenta.
3.- Mexa tudo muito bem, deixe ferver e junte os filetes ao preparado. Tape e deixe cozinhar, em lume brando, durante 15 minutos.
4.- Retire e silva polvilhado com salsa picada a gosto e acompanhado com batata cozida.

– Tempo: 50’ – Para 4 doses

[Receita confeccionada em 16.Out.2008]