1953: Bifanas à Parmegiana

[Total: 0    Average: 0/5]

BifanasParmegiana02cBifanasParmegiana04cIngredientes:

– 400 g de bifanas (6 unid.)
– farinha de milho q.b.
– 2 ovos
– alho moído q.b.
– sauce tomate aux bolets & cèpes (molho de tomate com cogumelos porcini) Auchan q.b.
– Parmigiano Reggiano Grattugiato fresco (queijo parmesão ralado) q.b.
– óleo para fritar q.b.
– sal e pimenta de misturas q.b.

Preparação:

01.- Tempere as bifanas com sal, pimenta de moinho e alho. Ligue o forno a 180ºC.
02.- Num recipiente, bata os ovos e coloque a farinha de milho num prato. Passe as bifanas pelo ovo batido e depois pela farinha de milho e leve-as a fritar em óleo bem quente. Escorra-as em papel absorvente e reserve.
03.- Coloque as bifanas num tabuleiro refractário e cubra-as com o molho de tomate. Polvilhe-as com o queijo parmesão e leve-as a gratinar ao forno durante cerca de 20 minutos.
04.- Retire do forno e sirva de imediato com uma guarnição de puré de batata.

BifanasParmegiana01cBifanasParmegiana03c
50′ económico fácil

Reportagem vídeo:

Nota do Apok@lypsus:

– Uma preparação Apok@lypsus, baseada numa receita publicada no site Petichef

© 20.Jun.2015
0-apokalypsus-assmista

– Dado que em 25.Mai.2015 foi aprovado na Assembleia da República, pela maioria PPD/CDS, com abstenção do PS e votos contra do PCP, Verdes e BE, depois de vetado por Cavaco Silva, o decreto-lei 320/XII da Cópia Privada que taxa todos os equipamentos de suporte magnético (smartphones, pens, discos rígidos, computadores ou tablets, impressoras, SD’s, etc.,) e que faz parte de um pacote legislativo sobre direitos de autor e direitos conexos, aprovado pela maioria parlamentar em Fevereiro, com o objectivo de compensar os autores por cada cópia para uso privado que cada utilizador ou consumidor faça de uma obra recorrendo a equipamentos electrónicos, faço saber QUE EXIJO DIREITO A ROYALTIES DA SPA (Sociedade Portuguesa de Autores) PELOS MEUS TRABALHOS AUTORAIS DE IMAGEM FIXA E VÍDEO referentes às minhas obras gravadas em discos rígidos internos e externos, pen drives, micro-SD, SD, DVD, Blu-Ray ou outro suporte óptico que normalmente utilizo, na qualidade de designer de web sites e Blogues, que faço e farei. Até esta imundície ser apagada da legislação, continuarei a comprar todos estes suportes no estrangeiro onde não existe este tipo de exploração e roubo por parte de quem nada produziu (SPA e autores), para receber este tipo de “taxas”.

[ratingwidget_toprated type=”posts” created_in=”all_time” direction=”ltr” max_items=”5″ min_votes=”1″ order=”DESC” order_by=”avgrate”]