1379: Novo Ano de 2012

[Total: 0    Average: 0/5]

Muitos Portugueses ainda não se deram conta das tremendas dificuldades que vão encontrar em 2012. Especialmente todos aqueles que vivem apenas dos seus salários a nível de sobrevivência precária já que os outros estão bem almofadados com os milhares que recebem não só dos múltiplos salários, como das múltiplas reformas sumptuosas, pagas por todos nós.

Assim, resta-me desejar a todos os que como eu sentem as verdadeiras dificuldades do dia a dia, que tenham a força suficiente para poderem aguentar, com as forças que ainda possam ter e as reservas que teremos de ir buscar, um 2012 com o máximo de Paz, de Saúde (procurem ou tentem não adoecer) e estabilidades pessoal e familiar.

E que todos os Deuses do Universo (abrangendo as diversas religiões) nos livrem rapidamente desta corja de gatunos e de traidores que têm vindo a destruir Portugal e, por arrasto, o seu Povo.

Infelizmente, não só por motivos de saúde como de desmotivação psicológica face à situação que se atravessa, Natal e Ano Novo foram duas datas que apaguei, este ano, do meu Calendário, por isso não existiram quaisquer tipos de receitas alusivas à época.