864: Portugal ultrapassa limite da incidência e obriga a nova matriz de risco

SAÚDE/COVID-19/NOVA MATRIZ DE RISCO

© TVI24 Portugal ultrapassa limite da incidência e obriga a nova matriz de risco

Com Portugal a atingir o número maior de novos casos de covid-19 desde 11 de Fevereiro e a ultrapassar os limites definidos pela primeira matriz de risco, a Direcção-Geral de Saúde colocou em vigor uma nova matriz – em que o limite do número de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias é agora alargado a 480 por 100 mil habitantes.

Dessa forma, a incidência no território nacional fixa-se agora nos 247,3 casos de infecção por 100 mil habitantes, sendo que, no Continente, o valor é de 254,8 casos de SARS-CoV-2.

De notar que na segunda-feira a incidência a nível nacional situava-se nos 224,6. No continente, o valor a 5 de Julho era 231,0.

A incidência tem estado a crescer, sem interrupções, desde o dia 19 de maio, altura em que se situava nos 51,4 casos.

A mudança surge após vários investigadores terem defendido mudanças na matriz para permitir decisões mais rápidas no combate à pandemia de covid-19, considerando que a mesma estava “obsoleta” e era “enganadora” pela lentidão dos indicadores.

Os dados do índice de transmissibilidade e da incidência a 14 dias são actualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira.

Estes indicadores – o índice de transmissibilidade do vírus e a taxa de incidência de novos casos de covid-19 – são os dois critérios definidos pelo Governo para avaliar o processo de desconfinamento iniciado a 15 de Março.

Nos concelhos de baixa densidade populacional, que representam mais de metade do território continental, a linha vermelha que obriga os municípios a recuar no plano de desconfinamento está fixada nos 480 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias e os restantes concelhos ficam sob alerta quando ultrapassarem os 240 casos por 100 mil habitantes no mesmo período.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.996.519 mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 184,4 milhões de casos de infecção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente feito pela agência France-Presse.

Portugal regista esta quarta-feira oito mortes atribuídas à covid-19, o número mais elevado desde 14 de Abril, 3.285 novos casos de infecção pelo coronavírus SARS-CoV-2, e uma diminuição nos internamentos, segundo os dados da Direcção-Geral da Saúde (DGS).

No boletim epidemiológico da DGS assinala-se que estão internadas 603 pessoas com covid-19, menos 10 do que na terça-feira, 130 das quais em unidades de cuidados intensivos, menos três.

A área de Lisboa e Vale do Tejo tem 52,2% do total das novas infecções, concentrando 1.717 novos casos.

MSN
07/07/2021

 

© ® inforgom.pt e apokalypsus.com são domínios registados por F. Gomes