1677: Formigas conseguem farejar cancro em humanos (ainda melhor do que os cães)

SAÚDE PÚBLICA/CANCRO/FORMIGAS

AfroBrazilian / Wikimedia
Formica fusca

Um novo estudo descobriu que as formigas Formica fusca têm a capacidade de farejar células cancerígenas em humanos.

As formigas Formica fusca foram capazes de diferenciar células cancerígenas de células saudáveis em humanos, graças ao seu poderoso olfacto. Segundo o Daily Mail, que noticia o feito, serão necessários mais testes clínicos antes de estes animais poderem ser utilizados em hospitais ou clínicas.

A equipa, que juntou cientistas de vários centros de investigação franceses, conseguiu treinar as formigas para detectar a doença. Até agora, esta tarefa era mais comum noutros animais, como os cães, mas sempre com uma desvantagem associada: o facto de demorar muito tempo a treinar um único cão.

Com as formigas, este problema é eliminado, dado que aprendem muito mais rapidamente.

Além de terem detectado o cancro, os autores deste estudo, que acaba de ser publicado na iScience, também conseguiram distinguir entre dois tipos diferentes de tumor mamário. Este é o reflexo de um grande avanço na Ciência, que permitirá um diagnóstico rápido, eficaz e minimamente invasivo para os pacientes.

Diagnóstico em alguns minutos

Para este estudo, foram utilizadas formigas da espécie Formica fusca, que são animais bastante fáceis de encontrar. Em laboratório, os cientistas colocaram duas culturas de células numa placa de Petri: uma com células saudáveis e outra com células cancerígenas, acompanhadas de uma recompensa açucarada.

Como os insectos foram expostos às duas opções, encontraram a recompensa cada vez mais rapidamente. A dada altura, deixou até de ser necessária.

As formigas dirigiam-se directamente para as células tumorais porque tinham aprendido a reconhecê-las através do cheiro dos compostos orgânicos voláteis.

O processo foi repetido, mas com dois tipos diferentes de cancro da mama. Mais uma vez, as formigas aprenderam a visar a que normalmente tinha a recompensa, graças ao facto de cada tumor ter compostos orgânicos voláteis distintos.

Este método poderia ser muito eficaz, pelo menos para o cancro. Agora, resta saber se as formigas conseguem detectar outras doenças, como os cães.

  ZAP //

ZAP
22 Março, 2022

Web designer
computer programmer
Network Engineering and Computer Systems

 

 

© ® inforgom.pt é um domínio registado por F. Gomes

 

637: Comprimido com câmara instalada permite detectar cancro no intestino

 

SAÚDE/CANCRO

Photoxpress

Um comprimido com uma micro-câmara instalada vai ser distribuído pelo Serviço Nacional de Saúde inglês – NHS. O objectivo é detectar doenças intestinais como a doença de Crohn e a presença de possíveis células cancerígenas.

Segundo o Correio da Manhã, o comprimido tem um dispositivo com a capacidade de registar duas fotografias por segundo, enquanto viaja pelo sistema digestivo. Assim, permite os médicos realizar o diagnóstico em poucas horas.

O jornal indica que os especialistas garantem que o comprimido – que custa 500 libras (cerca de 580 euros) – é “muito conveniente e poupa os pacientes de um exame desconfortável”.

Peter Johnson, director clínico do NHS, frisa a importância do novo método. “Nós sabemos que existem pessoas que sofrem os primeiros sintomas, como dores e inchaço no estômago ou sangue nas fezes e não se manifestam”, destaca.

Agora, os novos comprimidos podem ajudar a reduzir os tempos de espera e detectar a doença cedo, altura em que esta é mais fácil de tratar.

No Reino Unido, cerca de 16.600 pessoas morrem de cancro do intestino todos os anos, de acordo com o instituto Cancer Research UK.

Em Portugal, este tipo de cancro é o mais mortal e, com a pandemia, o seu rastreio tem sido ainda mais difícil.

Segundo os dados da United European of Gastroenterology morrem em Portugal, diariamente, uma média de 11 pessoas por cancro colorretal.

ZAP ZAP //

Por ZAP
12 Março, 2021

 

 

[ratingwidget_toprated type=”posts” created_in=”all_time” direction=”ltr” max_items=”5″ min_votes=”1″ order=”DESC” order_by=”avgrate”]