1761: OMS diz que quarta dose da vacina deve ser apenas para idosos e imunodeprimidos

SAÚDE PÚBLICA/PANDEMIA/COVID-19/IDOSOS/4ª. DOSE

A quarta dose contra a covid-19 deve ser administrada apenas em idosos ou pessoas com o sistema imunitário fragilizado, defendeu a Organização Mundial da Saúde (OMS), reiterando como prioritária a vacinação primária a nível global.

Britânia Margaret Keenan, de 91 anos, que foi a primeira mulher no Reino Unido a receber a vacina da Pfizer, recebe dose de reforço
© Jacob King / POOL / AFP

“Não há dados específicos que justifiquem recomendar a quarta dose de forma mais generalizada”, adiantou a cientista chefe da OMS, Soumya Swaminathan, numa conferência de imprensa sobre a evolução da pandemia da covid-19 no mundo.

A especialista reiterou que a OMS recomenda um processo de vacinação contra o coronavírus SARS-CoV-2 composto por duas doses iniciais e uma de reforço, o que permite “uma resposta imunitária mais completa e forte”.

“Consideramos que a primeira fase de vacinação é composta por três doses”, explicou Soumya Swaminathan, ao reconhecer que uma “quarta dose pode ajudar” na imunização das pessoas com mais idade ou com doenças que afectam o sistema imunitário.

Segundo alegou, uma parte considerável da população mundial ainda não tem acesso a vacinas, como é o caso de África, continente onde apenas 15% da população total receberam as primeiras duas doses.

“Em África, apenas 26% da população com mais de 60 anos recebeu duas doses e isso é muito preocupante porque em qualquer surto futuro, como o que estamos a ver em alguns países, esse grupo estará em risco de desenvolver doença grave”, alertou Soumya Swaminathan.

Recentemente, a ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou que as pessoas com mais de 80 anos vão receber um novo reforço da vacina contra a covid-19 a partir do final de Agosto ou início de Setembro e que estava também a ser equacionado para as pessoas entre 60 e 80 anos.

Diário de Notícias
DN/Lusa
10 Maio 2022 — 17:57


Pelas vítimas do genocídio praticado
pela União Soviética de Putin, na Ucrânia
For the victims of the genocide practiced
by the Soviet Union of Putin, in Ukraine

[vqrsize=”130″/]

 

© ® inforgom.pt é um domínio registado por F. Gomes

 

1748: Pessoas com mais de 80 anos recebem quarta dose da vacina a partir do final de Agosto

SAÚDE PÚBLICA/PANDEMIA/COVID-19/VACINAÇÃO DE IDOSOS

Ministra da Saúde salvaguardou que “para grupos em função da sua situação de imuno-comprometimento ou fragilidade imunitária”, a quarta dose “já está a ser passada com prescrição médica” e garantiu que Portugal está preparado para continuar o processo.

A ministra da Saúde, Marta Temido
© FERNANDO VELUDO/LUSA

As pessoas com mais de 80 anos vão receber a dose de reforço da vacina contra a covid-19 a partir do final de Agosto ou início de Setembro, anunciou esta segunda-feira a ministra da Saúde, Marta Temido.

“O que se coloca neste momento é saber qual o melhor momento para avançarmos com a quarta dose ou dose de reforço. Face às características deste vírus, e estando a situação epidemiológica relativamente controlada, o que parece fazer mais sentido é que esse momento aconteça apenas antes do início do outono/inverno. Portanto, em final de Agosto/início de Setembro”, disse a ministra da Saúde, no Porto.

Marta Temido adiantou ainda que a administração da dose de reforço às pessoas com mais de 80 anos está “em linha com a posição da Agência Europeia do Medicamento”.

“Há evidência, que não é totalmente clara, [a administração do reforço] para a faixa etária entre os 60 e os 80 anos e parece haver alguma clareza de que abaixo dos 60 anos não se justificará”, descreveu.

Marta Temido salvaguardou que “para grupos em função da sua situação de imuno-comprometimento ou fragilidade imunitária”, a quarta dose “já está a ser passada com prescrição médica” e garantiu que Portugal está preparado para continuar o processo.

A governante esteve hoje no Centro Hospitalar Universitário de São João a conhecer a remodelação da unidade de cuidados intensivos deste hospital.

Diário de Notícias
DN/Lusa
02 Maio 2022 — 13:47


Pelas vítimas do genocídio praticado
pela União Soviética de Putin, na Ucrânia
For the victims of the genocide practiced
by the Soviet Union of Putin, in Ukraine

[vqrsize=”130″/]

 

© ® inforgom.pt é um domínio registado por F. Gomes