184: Este fim de semana caminhe pelo Alzheimer

 

No nosso país há 182 mil pessoas a sofrer de demência. Numa iniciativa de sensibilização e de angariação de fundos para uma doença que afecta um número cada vez mais de pessoas, a associação Alzheimer promove este fim-de-semana em 15 cidades o “Passeio da Memória”.

expresso18092014“Não é uma corrida, é uma caminhada solidária, de sensibilização e de angariação de fundos”, referiu ao Expresso Tatiana Nunes, da Alzheimer Portugal, sobre o “Passeio da Memória” que a associação promove este fim de semana em 15 cidades portuguesas.

No sábado a iniciativa decorre em Beja, domingo (Dia Mundial da Doença de Alzheimer) em Aveiro, Barreiro, Braga, Campo Maior, Fafe, Funchal, Lagos, Matosinhos, Oeiras, Pombal, Portimão, Viana do Castelo, Viseu e Angra do Heroísmo.

A associação Alzheimer inaugurou este ano em Cascais o único lar português dedicado especificamente a pessoas que sofrem da doença, no local onde já funcionava o centro de dia Casa do Alecrim. A associação tem ainda outros centros de dia em Lisboa, Matosinhos e Pombal, onde, para além da assistência, fornecem indicações para quem tem de lidar com esse tipo de situação.

Estilos de vida e envelhecimento da população

Os estilos de vida sedentários e o envelhecimento da população contribuem para que o número de pessoas com demência esteja a aumentar no nosso país, afectando actualmente cerca de 182 mil pessoas, segundo refere Tatiana Nunes, alertando para a urgência de que Portugal criasse um plano nacional para as pessoas com demência, seguindo o exemplo de outros países.

“A generalidade (das pessoas com demência) está em casa ou em instituições não especializadas, mas necessitam de cuidados diferentes, de outro tipo de estímulo”, explica a Relações Públicas da associação.

O “Passeio da Memória” decorre pelo quarto ano consecutivo, pretendendo consciencializar as pessoas da importância de comportamentos que reduzam o risco de desenvolver a demência, assim como os sinais de alerta do Alzheimer que permitam um diagnóstico atempado.

As inscrições têm o valor de dois euros, que revertem na totalidade para o financiamento da Alzheimer Portugal.

Rita Blanco, Fátima Belo e Ana Zanatti participam em Oeiras, Filipe Pinto em Matosinhos e Luís Filipe Borges em Angra do Heroísmo.

In Expresso online
Alexandre Costa
8:00 Quinta feira, 18 de Setembro de 2014

[vasaioqrcode]

69: Correr para vencer o cancro

 

Iniciativa

A União Humanitária dos Doentes com Cancro convida todos para uma corrida solidária.

O Parque das Nações vai vestir-se a rigor, no dia 17 de Junho, para receber a 4ª edição da Corrida Vencer o Cancro, promovida pela União Humanitária dos Doentes com Cancro (UHDC). O objectivo é apoiar os doentes com cancro e as suas famílias, bem como sensibilizar a restante população para uma causa nobre.

«Reportando-nos apenas ao nosso país, os números são assustadores: o cancro é a segunda maior causa de morte em Portugal e dentro de cinco ou seis anos tornar-se-á na principal. Todos os anos aparecem 50 mil novos casos e com cada vez maior incidência na população jovem – 300 casos, dos 50 mil anuais, são a nível pediátrico, em crianças e jovens até aos 18 anos de idade. Não existe um género, uma faixa etária ou uma camada da população específica desta doença e é para essa situação que temos de educar a população em geral» refere Luís Filipe Soares, Presidente da Direcção da UHDC.

Sobre a importância desta iniciativa, o mesmo acrescenta: «A corrida é uma acção simbólica mas que serve as suas vertentes de divulgação/promoção de um maior conhecimento sobre o tema, bem como angariação de fundos para continuarmos a fazer o nosso papel».

Sob o lema “Quanto mais olharmos o cancro de frente, mais ele se afasta de nós”, toda a população está convidada a participar nesta corrida solidária e não competitiva. As inscrições são feitas exclusivamente online, no site oficial da Corrida Vencer o Cancro (www.vencerocancro.com), e o valor a pagar varia de acordo com os limites dos dias de inscrição. Serão aceites até 5 000 participantes.

No Domingo, 17 de Junho, todos os participantes podem viajar gratuitamente nos transportes da CP (comboios urbanos de Lisboa), Fertagus, Metro, Transtejo, Soflusa e Carris, entre as 07h00 e as 15h00, mediante a apresentação do número de frontal. A manhã da prova começa com uma aula de aquecimento colectivo, das 10h15 às 10h25. A partida é dada às 10h30 e todos os participantes terão de completar um percurso de 4km.

Todo o dinheiro angariado servirá para continuar o apoio gratuito a doentes oncológicos e seus familiares, bem como ao desenvolvimento de novas campanhas para a educação da população em geral sobre esta doença.

In Destak online
31 | 05 | 2012 11.57H

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...