558: Cientistas descobriram truque para o ajudar com as resoluções de Ano Novo

 

 

SAÚDE

Karolina Grabowska / Pexels

Ansioso por mudar um ou mais aspectos da sua vida agora que 2021 começou? Independentemente de quais sejam as suas resoluções de Ano Novo, cientistas descobriram uma forma de as fazer durar mais tempo.

Perder peso, praticar exercício físico de forma regular, dedicar mais tempo a um dos nossos hobbies preferidos… São várias as resoluções de Ano Novo que, com o passar dos meses, começam a ficar esquecidas na gaveta.

Mas, segundo o Science Alert, há uma forma de contornar isso. Em vez de dizer a si mesmo que vai parar de fazer uma certa coisa, pense antes que vai começar a fazer outra. Um exemplo: Trocar o habitual “vou deixar de ser uma pessoa sedentária” por algo como “vou começar a correr três vezes por semana”.

Foi esta a conclusão de um estudo que seguiu 1066 participantes ao longo de 12 meses. Um ano depois de terem escrito as suas resoluções, 58,9% das pessoas que utilizaram esta estratégia sentiram-se bem-sucedidas nas suas metas, em comparação com 47,1% daquelas com objectivos mais gerais.

“Por exemplo, se o seu objectivo é parar de comer doces para conseguir perder peso, terá mais sucesso se disser ‘Vou comer fruta várias vezes por dia’. Substitui os doces por algo mais saudável, o que provavelmente significa que vai perder peso e, ao mesmo tempo, manter a sua resolução”, disse o psicólogo Per Carlbring, da Universidade de Estocolmo, na Suécia.

Além disso, no início da pesquisa, os voluntários foram divididos em três grupos: pessoas sem apoio, com algum apoio e com um grande apoio. Neste caso, este “apoio” podia traduzir-se em pedir ajuda a um amigo ou a um familiar, ou obter conselhos e materiais úteis dos investigadores.

De acordo com o mesmo site, foram as pessoas do segundo grupo que apresentaram a maior taxa de sucesso em cumprir as suas resoluções de Ano Novo, embora o grupo três não tenha ficado muito atrás. “Verificámos que o apoio dado aos participantes não fez grande diferença”, acrescentou Carlbring.

O estudo, publicado na revista científica PLOS One, descobriu ainda que as principais resoluções dos participantes andavam à volta da saúde física (33%), da perda de peso (20%), dos hábitos alimentares (13%), do crescimento pessoal (9%) e da saúde mental e do sono (5%).

Por Filipa Mesquita
5 Janeiro, 2021

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.