24: Proteína poderá ser chave para travar metástases em doentes com cancro

 

A proteína periostina poderá ser a chave para travar as metástases, que constituem uma das maiores complicações para os doentes com cancro, revela um estudo hoje publicado na revista científica Nature.

Uma equipa de investigadores suíços descobriu que sem a periostina, que existe naturalmente no organismo, as células cancerígenas espalhadas a partir de um tumor maligno inicial não podem desenvolver-se em metástases, ou seja, em novos tumores.

Os cientistas isolaram em ratinhos a proteína nos ‘nichos’ propícios ao desenvolvimento de metástases e conseguiram demonstrar que sem ela não há novos tumores.

«Sem esta proteína, a célula-mãe cancerígena não pode desenvolver uma metástase, desaparece ou torna-se dormente», explicou um dos investigadores, Joerg Huelsken, citado pela agência AFP.

De acordo com o estudo, o bloqueamento da acção da periostina impede, por isso, a formação de novos tumores a partir de células-mãe cancerígenas difundidas por um tumor maligno inicial.

Contudo, os investigadores não estão certos ainda quanto à possibilidade de ser encontrado um anticorpo equivalente que funcione nos humanos, nem mesmo se o bloqueamento da acção da proteína tem os mesmos poucos efeitos secundários observados nos ratinhos.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o cancro é uma das principais causas de morte no mundo. Os tumores malignos no pulmão, no estômago, no fígado, no cólon e na mama são os mais mortíferos.

In SOL online
Lusa/SOL
08/12/2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...