565: DGS recomenda medidas para prevenir efeitos do frio

 

 

SAÚDE/FRIO/PREVENÇÃO

Direção-Geral da Saúde teme que as baixas temperaturas tenham repercussões sobre a mortalidade nos próximos dias, nomeadamente nos idosos

© ANDRÉ KOSTERS/POOL/LUSA

A Direcção-Geral da Saúde (DGS) advertiu esta quarta-feira que “é provável” que as baixas temperaturas tenham repercussões sobre a mortalidade nos próximos dias, nomeadamente nos idosos, recomendando medidas para evitar os efeitos negativos do frio na saúde.

As recomendações da DGS surgem na sequência das previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) que apontam para a continuação de tempo frio e seco, descida das temperaturas do ar (máxima e mínima), acentuado arrefecimento nocturno, formação de gelo ou geada e intensificação do vento frio com um consequente aumento do desconforto térmico.

“À semelhança do que se verificou em outros anos, é provável que as baixas temperaturas tenham repercussões sobre a mortalidade nos próximos dias, nomeadamente nas pessoas com 65 ou mais anos, pelo que as medidas recomendadas adquirem particular relevo neste grupo etário”, refere a DGS em comunicado.

Para evitar os efeitos negativos do frio na saúde, a DGS recomenda à população “evitar a exposição prolongada ao frio e mudanças bruscas de temperatura”, para “manter o corpo quente, utilizando várias camadas de roupa”, proteger as extremidades do corpo com luvas, gorro, cachecol, meias e calçado quente e antiderrapante, e manter a hidratação, ingerindo sopas e bebidas quentes e “evitar o álcool, que proporciona uma falsa sensação de calor”.

Alerta também para a necessidade de prestar atenção aos grupos mais vulneráveis, nomeadamente crianças nos primeiros anos de vida, doentes crónicos, pessoas idosas ou em condição de maior isolamento, trabalhadores que exerçam actividade no exterior e pessoas sem abrigo.

Acautelar a prática de actividades no exterior, seguir as recomendações do médico assistente, garantindo a toma adequada de medicação para doenças crónicas, e adoptar uma condução defensiva, uma vez que poderão existir locais na estrada com acumulação de gelo, são outros conselhos da DGS.

A nível de medidas ambientais, a autoridade de saúde recomenda à população que verifique o estado de funcionamento dos equipamentos de aquecimento e para “manter a casa quente, garantindo uma adequada ventilação das habitações (renovação do ar), em particular quando não for possível evitar o uso de braseiras ou lareiras”.

A DGS realça ainda que é preciso “ter especial atenção aos aquecimentos com combustão”, como braseiras e lareiras, que podem causar intoxicação devido à acumulação de monóxido de carbono e levar à morte, e evitar o uso de dispositivos de aquecimento durante o sono, desligando sempre quaisquer aparelhos antes de deitar.

“Mantenha-se informado, hidratado e quente” é a mensagem da DGS, que apela às pessoas para, no caso de ficarem doentes, não correrem para as urgências e ligarem para o SNS 24 (808 24 24 24).

Segundo o IPMA, a partir da madrugada de domingo prevê-se a substituição gradual de uma massa de ar polar por uma massa de ar com características de ar Árctico, sobre Portugal continental.

“Como consequência, na próxima semana, a temperatura mínima deverá variar entre -6 e 6°C na generalidade do território e a temperatura máxima não ultrapassará os 14°C, estando previsto que os valores mais baixos sejam registados nas regiões do interior Norte e Centro”, refere a DGS, citando o IPMA.

Diário de Notícias
DN/Lusa
06 Janeiro 2021 — 18:26

 

 

 

536: ALERTA: Há vacinas falsificadas para a COVID-19 à venda na Internet

 

 

SAÚDE/ALERTAS/VACINAS/COVID-19

Atenção às vacinas falsas! Como temos acompanhado, são já várias as vacinas que estão disponíveis para a COVID-19. Os países europeus começarão a vacinar a partir do dia 27 de Dezembro e a expectativa é muita. A par dos anúncios oficiais das farmacêuticas, começaram também a ser vendidas vacinas falsificadas para a COVID-19 na Internet.

Conheça alguns dos esquemas que circulam na Internet relativos a vacinas contra a COVID-19.

Não compre vacinas falsas para a COVID-19

Os alertas têm chegado de várias autoridades nacionais e internacionais. Interpol, Europol e PSP já vieram alertar para a existência de vacinas falsificadas para a COVID-19 à venda na Internet. Rita Henriques, da PSP, já tinha alertado que as vacinas só serão disponibilizadas em Portugal pelos canais oficiais, ou seja, pelo Serviço Nacional de Saúde. Por isso mesmo, qualquer suspeita de fraude deve ser denunciada de imediato à PSP.

Investigadores da Check Point alertaram também para a venda de vacinas na dark net. Segundo uma informação recente, a quantidade de domínios registados relacionados com esta temática aumentou significativamente em Novembro, verificando-se, num mês, 1602 novos domínios, o que equivale à combinação dos três meses anteriores. No seguimento de alertas recentes emitidos pelo FBI e pela Europol, os investigadores partilham quatro exemplos de esquemas fraudulentos encontrados na dark net.

O primeiro exemplo é de um vendedor que publicita a oportunidade de comprar uma das vacinas aprovadas por 250 dólares. O mesmo diz ter stock suficiente para compra e envio a partir do Reino Unido, Estados Unidos da América e Espanha.

Foram encontrados outros anúncios de vacinas do mesmo género com títulos como “Vacina para o coronavírus disponível por 250$”, “Diga adeus à COVID-19 = Fosfato de Cloroquina” ou “Compre rápido. Vacina para Coronavírus disponível agora”. Todos os vendedores descobertos insistem em receber os pagamentos via Bitcoin, o que, segundo os investigadores, pode ser uma forma de minimizar as chances de geo-localização.

Os investigadores chegaram até a iniciar uma conversação com um dos vendedores, introduzindo a seguinte questão: onde posso comprar a vacina? O vendedor respondeu sugerindo a compra de uma vacina não especificada por 0.01 BTC (o equivalente a 300$), afirmando serem necessárias 14 doses.

Noutro exemplo, um vendedor oferece cloroquina como tratamento para o coronavírus por apenas 10 dólares.

Como pode proteger-se?

  • Verifique o endereço de e-mail completo e esteja atento a quaisquer hiperligações que contenham erros de ortografia.
  • Assegure-se que utiliza o URL do site original. Uma forma de o fazer é inserir no motor de pesquisa o nome do domínio em vez de clicar directamente no link recebido.
  • Atenção a domínios parecidos: erros de ortografia em e-mails ou websites ou remetentes desconhecidos são sinais de alarme.
  • Proteja a navegação móvel e endpoint com soluções avançadas de cibersegurança, que protejam contra websites maliciosos de phishing, sejam conhecidos ou não.
  • Utilize dupla autenticação para verificar qualquer mudança das informações de conta.
  • Nunca partilhe credenciais de login ou informações pessoais em resposta a uma mensagem ou e-mail.
  • Monitorize regularmente as suas contas financeiras.
  • Mantenha todos os softwares actualizados.
  • Atenção à linguagem utilizada: técnicas de engenharia social estão especialmente pensadas para tirar proveito da natureza humana

Autor: Pedro Pinto
20 Dez 2020

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...