301: Antidepressivo associado a morte súbita e paragens cardíacas é vendido em Portugal

 

massdistraction / Flickr

Um antidepressivo vendido em Portugal está a ser associado a problemas cardíacos e mortes súbitas. Chama-se Sertralina e já terão sido relatados pelo menos 14 casos no Reino Unido associado ao medicamento.

No ano passado, de acordo com o jornal britânico The Sun, um jovem de 24 anos, Liam Batten, sofreu um ataque cardíaco depois de tomar este fármaco, que lhe foi receitado para aliviar sintomas de ansiedade e a agorafobia – uma perturbação caracterizada por ataques de pânico quando as pessoas que sofrem desta condição se encontram em espaços abertos ou com muita gente e sintam que não conseguem fugir.

O jovem morreu nove dias mais tarde, depois de o medico lhe ter aumentado a dose do medicamento – cuja toma ainda se encontrava dentro dos níveis recomendados. A autópsia terá revelado níveis “elevados” da presença de sertralina no organismo, que terão motivado uma paragem cardíaca repentina.

Também Sadie Stock, de 28 anos, se encontrava a tomar este medicamento para tratar uma depressão pós-parto quando caiu inanimada na rua. Na autópsia foi confirmado que a paragem cardíaca foi devido à toma da Sertralina.

A Agência Reguladora dos Medicamentos do Reino Unido (MHRA) emitiu um comunicado afirmando que 164 pessoas morreram desde 1990 depois de tomarem este fármaco, sendo que 14 dessas mortes foram relacionadas a problemas cardíacos.

Em comunicado, o porta-voz da MHRA referiu que “os pacientes são aconselhados a divulgarem ao seu médico se sofrem de algum problema do coração ou se sofrem de doenças coronárias, se têm um historial familiar de insuficiência cardíaca ou níveis baixos de potássio, ritmo cardíaco fraco ou se estão a tomar algum outro tipo de medicação que possa afectar o coração”.

A Instituição de Caridade Risco Cardíaco nos Jovens aconselhou os jovens com condições coronárias a não tomarem Sertralina. A Sertralina pertence a um grupo de fármacos denominados de inibidores selectivos da recaptação da serotonina (SSRI) e é utilizado para tratar a ansiedade e a depressão.

Profissionais de saúde e activistas estão agora a questionar se a droga em questão está associada a problemas cardíacos potencialmente fatais, sobretudo entre aqueles que têm um historial genético.

Mary Sheppard disse: “Concordo que existe uma ligação entre a Sertralina e a SIDS mas não existem ainda provas suficientemente seguras. Ainda assim, não podemos ignorar estes casos”.

ZAP //

Por ZAP
20 Março, 2019

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...