38: Dadores de medula óssea ultrapassam os 280 mil

 

Campanha para ajudar filho de Carlos Martins aumentou doações

Gustavo, filho do futebolista Carlos Martins, continua à espera de um dador compatível

O número de dadores de medula óssea inscritos na base nacional ultrapassa os 280 mil, número alcançado com a ajuda dos cerca de 40 mil que se inscreveram para ajudar o filho do futebolista Carlos Martins.

Em resposta por escrito à agência Lusa, o presidente do conselho directivo do Instituto Português do Sangue e Transplantação adiantou que actualmente o número de dadores tipados inscritos na Base de Dados Mundial de Dadores de Medula (BMDW, na sigla em inglês) é de 281.132.

“No ranking mundial de números de dadores por milhão de habitantes, Portugal está em 3.º lugar e, no Europeu em 2.º, atrás da Alemanha”, adiantou Hélder Trindade, acrescentando que, nesta contagem, só são considerados os países com mais de cinco milhões de habitantes.

O número foi alcançado graças aos vários apelos feitos, em Novembro do ano passado, para ajudar o filho de Carlos Martins, Gustavo, que necessita de um dador de medula óssea compatível.

À criança, de três anos, foi diagnosticada uma aplasia medular, o que se traduz na incapacidade de produção de plaquetas.

De acordo com Hélder Trindade, desde o início da campanha ‘Vamos ajudar o Gustavo’, “foram inscritos cerca de 40 mil novos dadores” no Centro Nacional de Dadores de Células de Medula Óssea, Estaminais ou de Sangue do Cordão (CEDACE).

No entanto, desde o início do ano, o número de novos dadores inscritos “tem vindo a aproximar-se dos níveis habituais, quando não há campanhas dirigidas para um doente específico”, acrescenta ainda o presidente do conselho directivo do Instituto Português do Sangue e Transplantação, não especificando valores.

In Correio da Manhã online
09/03/2012 | 15h59