189: Lavar as mãos é a melhor vacina

 

Dia mundial da lavagem das mãos

Lavar as mãos com sabão é uma das ‘vacinas’ mais baratas e eficazes contra doenças virais. Na véspera do Dia Mundial da Lavagem das Mãos, o Observador fez um vídeo onde explica como lavar bem as mãos.

observador14102014Parece um fait divers, mas lavar as mãos é tão importante para a saúde que a Organização das Nações Unidas instituiu, em 2008, o dia 15 de Outubro como o Dia Mundial da Lavagem das Mãos. À medida que a resposta ao ébola tem vindo a afectar os serviços de saúde nos países atingidos, lavar as mãos pode ser fundamental para a contenção de doenças virais, avisa a UNICEF.

“Lavar as mãos com sabão é uma das ‘vacinas’ mais baratas e eficazes contra doenças virais, desde a gripe sazonal, à constipação mais comum,” afirmou Sanjay Wijesekera, responsável dos programas de água, saneamento e higiene da UNICEF. “As nossas equipas no terreno na Serra Leoa, Libéria e Guiné estão a reforçar a importância de lavar as mãos como parte de uma série de medidas necessárias para travar a propagação do ébola. Não é uma fórmula mágica, mas é um meio de defesa adicional que é barato e facilmente disponibilizado”, explicou, em comunicado.

Mas nem só nos países africanos é que lavar bem as mãos é fundamental. As mãos devem ser lavadas com água e sabão principalmente antes e depois das refeições, após ir à casa de banho, antes de preparar alimentos, de pegar em bebés e de coçar os olhos, de mexer com dinheiro e animais, ao tossir ou espirrar. O Observador explica os passos a seguir: (vídeo no online não passível de ser aqui reproduzido).

observador14102014_02Só em 2013, mais de 340 mil crianças com menos de cinco anos morreram de doenças diarreicas devido à falta de água segura para consumo, saneamento e higiene básica. São quase mil por dia. A UNICEF distribuiu artigos de protecção, tais como fatos, luvas e lixívia, bem como 1,5 milhões de barras de sabão na Serra Leoa, e vários milhões na Libéria e na Guiné.

Depois, é preciso não esquecer a sua importância. Para lembrar o contributo da lavagem das mãos com sabão na prevenção de doenças comuns, mas potencialmente fatais, tais como a diarreia, há algumas actividades preparadas um pouco por todo o mundo para o Dia Mundial da Lavagem das Mãos. No Sri Lanka, por exemplo, mais de 38 mil alunos de 96 escolas vão participar em eventos no âmbito desta iniciativa juntamente com políticos e membros da sociedade. No Líbano, a mensagem ‘Proteja a sua saúde; lave as mãos’ vai ser enviada por SMS a centenas de pessoas. No Mali, vai decorrer uma campanha nacional nos media, bem como acções de lavagem das mãos e distribuição de barras de sabão em dezenas de escolas. Estão também a ser organizados vários eventos na Gâmbia, na Nigéria e no Camboja, entre outros países.

In Observador online
14/10/2014, 20:31

136: Recibo de caixa electrónica expõe pessoas a produto tóxico, diz estudo

 

Manipular recibos emitidos por caixas electrónicas, lojas e supermercados faz as pessoas terem contacto com um componente químico tóxico que já foi associado com problemas de saúde. É o que conclui um estudo publicado na revista da Associação Médica Americana (Jama).

dd27022014Investigadores analisaram a urina de indivíduos que manusearam o papel térmico utilizado nesse tipo de impresso por duas horas seguidas sem uso de luvas. Eles apresentaram um aumento significativo de bisfenol A (BPA) na urina em relação a quem usava luvas.

A exposição ao BPA já foi associada a condições como infertilidade, obesidade, certos tipos de cancro e problemas de desenvolvimento cerebral em crianças. A substância, presente no papel térmico, também é encontrada no revestimento interno de enlatados e em embalagens plásticas duras e transparentes; o seu uso já foi banido de biberões.

Shelley Ehrlich, do Centro Médico do Hospital Infantil de Cincinnati, nos Estados Unidos, e a sua equipa recrutaram 24 voluntários que forneceram amostras de urina antes e depois de manusear – com e sem luvas – os recibos impressos. O BPA foi detectado em 100% das amostras dos indivíduos que não usaram luvas.

Os cientistas avisam que um estudo maior é necessário para confirmar os resultados. Mas sublinham que são relevantes para pessoas que lidam diariamente com papéis térmicos no trabalho, como caixas de banco e de supermercado.

Um estudo mais antigo, publicado na Nature em 2010, já havia mostrado que o BPA presente em papéis térmicos é capaz de atravessar a pele. Na ocasião, o cientista Daniel Zalko, toxicologista do Instituto Francês para Pesquisa em Agricultura, alertou que o material não é a principal fonte de bisfenol A no ambiente, mas que grávidas deveriam ter mais cuidado ao manipular esses recibos, principalmente as que trabalham em caixas de supermercado.

In Diário Digital online
27/02/2014 | 14:15

90: Cientistas descobrem por que os dedos enrugam na água

 

Uma pesquisa realizada por cientistas na Grã-Bretanha indica que o facto de os dedos ficarem enrugados depois de algum tempo na água pode ser uma vantagem adquirida pelo ser humano durante a sua evolução.

Os cientistas da Universidade de Newcastle, no norte de Inglaterra, decidiram investigar a razão de os dedos ficarem enrugados na água através de uma experiência.

Eles pediram a voluntários para segurar em bolas imersas num balde de água com uma mão e passá-las por uma pequena abertura para a outra mão, para colocá-las noutro local.

Os voluntários com os dedos enrugados pela humidade completaram a tarefa mais rápido do que os voluntários com os dedos lisos.

O estudo sugere que as rugas têm a função específica de tornar mais fácil o manuseamento de objectos sob água ou de superfícies molhadas em geral, o que pode ter sido uma vantagem para os primeiros humanos quando procuravam alimentos na natureza.

Durante muito tempo, acreditava-se que os dedos enrugados indicavam simplesmente o inchaço da pele devido ao contacto prolongado com a água. Ou seja, tratava-se de uma reacção automática, provavelmente sem nenhuma função.

As últimas pesquisas, entretanto, revelaram que as rugas são um sinal de vaso-constrição como resposta à água, o que, por sua vez, é uma reacção controlada pelo sistema nervoso.

«Se os dedos enrugados fossem apenas o resultado do inchaço da pele ao entrar em contacto com a água, eles poderiam ter uma função, mas não necessariamente», disse o cientista Tom Smulders, do Centro de Comportamento e Evolução da Universidade de Newcastle.

«Por outro lado, se o sistema nervoso está activamente a controla essa reacção em certas circunstâncias e não outras, é mais fácil concluir que há uma função por trás disso que é resultado da evolução. E a evolução não teria seleccionado essa resposta se ela não nos conferisse algum tipo de vantagem.»

Segundo os cientistas, para os nossos ancestrais, ter dedos que agarram melhor objectos húmidos certamente teria sido uma vantagem na procura por alimentos em lagos e rios.

Smulders disse que seria interessante, agora, verificar se outros animais, especialmente primatas, têm a mesma característica.

«Se está presente em muitos primatas, então a minha opinião é que a sua função original pode ter sido locomotora, ajudando a deslocar-se em vegetação húmida ou árvores molhadas. Por outro lado, se é apenas em humanos, então podemos considerar que é algo muito mais específico, como procurar por comida dentro e à beira de rios.»

In Diário Digital
09/01/2013 | 10:51

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...