Estudo associa aromatizante de pipocas a doença de Alzheimer

 

Um estudo da Universidade de Minnesota (EUA) sugere que o aromatizante que dá o sabor artificial de manteiga às pipocas de micro-ondas pode aumentar o risco de desenvolver a doença de Alzheimer.

O composto diacetil estimula a acumulação de proteínas beta-amiloides, que ajudam a desenvolver a doença.

Os cientistas descobriram que o diacetil pode facilmente penetrar na chamada «barreira sangue-cérebro», que impede que substâncias tóxicas entrem no cérebro.

Além disso, o aromatizante também impediu uma proteína-chave (glioxalase), que protege as células nervosas, de chegar ao cérebro.

Os pesquisadores ressalvam, porém, que a pesquisa concentrou-se em operários altamente expostos ao composto e que é preciso mais estudos. Entretanto, fabricantes de pipoca de micro-ondas estão a retirar o diacetil dos produtos.

In Diário Digital online
13/08/2012 | 10:56

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...