22: Homenagem ao Senhor Capitão de Artilharia Luís Ascensão Esteves

5.00 avg. rating (93% score) - 1 vote

Chefe da Secretaria da CCS do Batalhão de Caçadores 2834, tive a Honra de servir sob as ordens dele, na altura com o posto de Tenente, entretanto já falecido, e que demonstrou sempre respeito, amizade e uma enorme camaradagem como Oficial, para com os subordinados que com ele trabalharam diariamente durante a Comissão de Serviço na ex-colónia da Guiné-Bissau de Janeiro de 68 a Novembro de 69.

Recebi hoje um e-mail do seu Filho que bastante me emocionou, não só com o texto mas com o envio de uma fotografia do seu Pai com o 1º. Cabo Escriturário Luís Neto, também um dos camaradas que trabalhou comigo e com o Senhor Capitão (Tenente) naquela CCS do BCaç.2834.

Aqui fica mais uma lembrança dessa época:

20: Informação

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Dado que me encontro em final de ciclo de vida e porque o Blogue Guiné 1968/69 encontra-se num domínio registado em meu nome (que é pago anualmente), com hosting (hospedagem) registado e também pago, a não renovação das assinaturas implica a perda não só do domínio, como da hospedagem e tudo o que se encontrar no servidor, neste caso, este Blogue e outros que possuo.

Como trabalho há anos com a plataforma WordPress.com (gratuita) e WordPress.org (gratuita mas apenas para domínios e hostings registados), vou transferir todo o conteúdo deste Blogue para a plataforma gratuita WordPress.com, sendo que esta não irá necessitar, no futuro, de qualquer tipo de intervenção.

Assim sendo, quem pretender tomar nota do novo endereço (este mantém-se entretanto):

https://guine6869.wordpress.com/

bandeirabatalhao
14.Ago.2014

15: Hora Mundial

5.00 avg. rating (93% score) - 1 vote

Lembrar e Honrar os Mortos em Combate

10jun2014

Most visiting countries ‪(12)‬

Countries Amount Percentage
National flag of United States United States 2457   29.44 %
National flag of Portugal Portugal 1438   17.23 %
National flag of Ukraine Ukraine 858   10.28 %
Unknown 692   8.29 %
National flag of Russian Federation Russian Federation 676   8.1 %
National flag of China China 482   5.78 %
National flag of France France 440   5.27 %
National flag of Greece Greece 380   4.55 %
National flag of European Union European Union 329   3.94 %
National flag of Taiwan Province Of China Taiwan Province Of China 227   2.72 %
National flag of United Kingdom United Kingdom 207   2.48 %
National flag of Romania Romania 160   1.92 %


25: PIN do B.CAÇ. 2834

5.00 avg. rating (93% score) - 1 vote

Recebi hoje uma pequena encomenda de 5 PIN’s do Batalhão de Caçadores 2834 que mandei fazer a uma empresa especializada na área, a partir do emblema que dispunha. Fica aqui a imagem:

24: Guiné elimina vistos para atrair turistas portugueses

5.00 avg. rating (93% score) - 1 vote

O potencial turístico 
da Guiné está sobretudo nas ilhas Bijagós, 
um santuário natural que tem os únicos hipopótamos 
de água salgada
D.R.

Com o país “de braços abertos” ao investimento, os operadores turísticos nacionais lançam Bijagós como destino de férias em 2017

Acabar com a necessidade de vistos é uma medida que o Governo da Guiné-Bissau prepara a curto prazo para incentivar a ida de turistas de Portugal. A decisão foi tomada na sequência da primeira visita de operadores turísticos portugueses à Guiné, que decorreu esta semana, promovida pela transportadora Euroatlantic, onde participaram a Viagens Abreu, Solférias, Soltrópico, Sonhando, Clube Viajar, You e Across, que representam 80% do mercado a nível nacional — com vista à montagem de programas de férias já em 2017.

“Os portugueses são aqui muito bem recebidos e vão sentir-se em casa”, garantiu Fernando Vaz, ministro do Turismo da Guiné-Bissau, aos operadores portugueses, frisando que “Portugal está quase em África, a menos de quatro horas de voo da Guiné, e queremos que seja um interlocutor nosso para outros países europeus, tal como foi para Cabo Verde”.

A aposta está sobretudo no arquipélago de Bijagós, um santuário natural com 88 ilhas repleto de vida selvagem — onde é possível avistar os únicos hipopótamos de água salgada —, mas ainda desconhecido para os hoteleiros portugueses. “Acredito que seja no futuro um grande destino turístico, dado que o mundo procura hoje este tipo de sítios”, salienta Fernando Vaz, referindo que a mira também está no “turismo de saudade”, a pensar nos “milhares de portugueses que passaram na Guiné durante a guerra e gostariam de revisitar os locais onde estiveram”. Garante que o país está “de braços abertos” ao investimento português, oferecendo “condições únicas no mundo”, como isenção de impostos por cinco anos (ver caixa) e bancos receptivos a apoiar investimentos, mas onde há ainda muito por fazer. “A imagem que se tem da Guiné lá fora é um pouco assustadora para quem não conhece e não corresponde à realidade. É um país onde aconteceram sucessivos golpes de Estado e projectou-se uma imagem negativa. Mas aqui as pessoas podem andar 24 horas em segurança”, salienta.


O guineense Adelino Dakosta, lutador medalhado nos EUA, é pioneiro a investir em turismo nos Bijagós
D.R.

O arquipélago de Bijagós tem vindo a ser descoberto sobretudo por investidores franceses, como Solange Morin, dona do hotel de referência na ilha de Rubane, o Ponta Anchaca, que assegura o transporte de turistas em avião privado.

Também o guineense Adelino Dakosta, lutador medalhado nos Estados Unidos e detentor da rede de ginásios Punch em Nova Iorque, decidiu avançar com investimentos hoteleiros na ilha de Bubaque, com o objectivo de ajudar a sua terra. “Estamos num espaço que é protegido pela UNESCO, o arquipélago de Bijagós continua a ser de pura natureza, o que está a faltar no mundo existe aqui”, afirma Adelino Dakosta no seu hotel junto à praia, finalizado no ano passado, que também inclui uma zona de acampamento com arte africana ao ar livre. Os clientes actuais são sobretudo pessoas ligadas a ONG (Organizações Não-Governamentais), mas a meta é trazer gente até dos Estados Unidos. “Trazer as pessoas aqui é dar-lhes ouro. Se formos a ver bem, o atraso da Guiné pode ser hoje a sua principal vantagem. Graças a Deus, o mundo está hoje sensível a proteger espaços assim.”

A proposta do ministro do Turismo em avançar com a isenção de vistos de curta duração para incentivar a vinda de turistas é bem acolhida por José Mário Vaz, Presidente da Guiné-Bissau. “Vamos trabalhar nisso e estamos abertos a ver as facilidades que podemos colocar ao turismo de Portugal, pois a economia da Guiné tem muito a ganhar”, salientou José Mário Vaz ao receber os operadores turísticos portugueses. “Sei que Cabo Verde atingiu o nível que atingiu graças a esses operadores, por isso é tão importante a sua presença na Guiné-Bissau.” Frisando que “o facto de termos condições excelentes e um paraíso como os Bijagós não é condição sine qua non para o sucesso do turismo na Guiné-Bissau”, o Presidente da República enfatizou que a “formação profissional é de uma importância enorme para os guineenses, e por isso eu peço: ajudem a criar valor e também a formar a nossa gente”.

O que a Guiné oferece aos investidores

– Isenção de impostos 
nos primeiros cinco anos 
de investimento.
– Exportação de capitais pode ir até 90%, apenas 10% dos lucros terão de ficar na Guiné.
– Capital das empresas pode ser 100% estrangeiro, sem necessidade de parceiro local.
– Investidores serão ressarcidos por um seguro 
do Banco Mundial em caso 
de conflito na Guiné 
que ponha em causa 
os seus investimentos.

Expresso
14.01.2017 às 19h00
Conceição Antunes

Nota: Em 68, aquando da minha “estadia” na guerra, estive em Bubaque a passar um fim-de-semana na companhia de outros camaradas, oferta do Comando para desanuviar o stress. Quem tiver hipóteses financeiras para se deslocar àquela Ilha, apenas digo que é maravilhosa e é como estar no Paraíso…