149: 13.Jun.2017

Dia de calor tipo trovoada, mas com uma formação de nuvens engraçadas, parecendo flocos de neve.

  • Câmara: Canon EOS 760D
  • Resolução: 6000×4000 – 24.2MP
  • Distância focal: 13mm
  • Objectiva: Canon EFS 10-18mm + filtro polarizador circular PL Hoya PRO1 Digital
  • Tempo de exposição: 1/200s
  • Abertura: f/11.0
  • ISO equivalente: 100
  • Exposição Bias (BR/RN): 0.00 EV
  • DPI: 72DPI
  • Exposição e modo de exposição: program auto matrix
  • Focagem: auto

[SlideDeck2 id=187]

[yasr_visitor_votes size=”medium”]

[powr-hit-counter id=2ce0b73a_1497361681171]

146: A utilização de filtros polarizadores em fotografia

Colocar um filtro polarizador numa objectiva, obtêm-se imagens mais saturadas e contrastadas, evitando reflexos indesejados. O filtro polarizador está concebido para alturas em que a luz solar é excessiva, entre o meio-dia e as quatro horas da tarde (dependendo da época) e em lugares onde podem existir reflexos, como na praia onde o mar vai reflectir mais luz. Com um filtro polarizador, podem-se obter imagens incríveis evitando potenciais problemas que podem causar o sol, além de destacar o céu azul e o contraste das nuvens (se estas existirem na altura).

Tenho apenas um filtro polarizador circular de 62mm (com várias densidades) que utilizei na objectiva Canon EF-S 24mm e o efeito foi este, nunca conseguido sem este filtro.

Sem o filtro polarizador, a imagem fica assim:

As imagens acima foram tiradas com uma objectiva Canon de 24mm de focal fixa.

No mesmo local mas com uma objectiva de 50mm de focal fixa:

[SlideDeck2 id=187]

[yasr_visitor_votes size=”medium”]

[powr-hit-counter id=d1eaf6ea_1496143664627]