Mar 23
2012

132: Foguetão vai levar víveres e recolher lixo da Estação Espacial

Foi lançado, esta sexta-feira, o foguetão Ariane 5 que vai fornecer bens essenciais à Estação Espacial Internacional,que orbita à volta da terra desde 2000,a cerca de 350 km de altura. O maior e mais moderno veículo da Agência Espacial Europeia partiu da base Kourou, na Guiana Francesa.

O Ariane 5, Veículo Automático de Transferência (ATV, na sigla original), tem o tamanho de um autocarro de dois andares e é a maior nave espacial de carga que existe. Trata-se de uma nave muito avançada que vai atracar na Estação Espacial Internacional (ISS na sigla original) em órbita, através de sistemas automáticos guiados por GPS e laser, sob a vigilância dos astronautas que apenas interferem na operação se algo correr mal.

O cargueiro transporta 258 litros de água, 100 quilos de gás (oxigénio),combustível para a propulsão da Estação (3150 quilos) e ainda 2200 quilos de carga sólida, que incluem comida fresca e bens pessoais para os astronautas. Para além disso, o AVT leva também um sistema de reciclagem de urina em água potável; um mecanismo essencial para a continuação da estadia dos astronautas no espaço.

O Ariane 5 tem ainda a função de “caixote do lixo” da Estação Espacial. Antes de desatracar, os astronautas colocam no ATV cerca de 6 toneladas de lixo que acumularam e depois o Veículo Automático segue em direcção à atmosfera terrestre, onde se destrói.

Baptizado com o nome do físico italiano Edoardo Amaldi é o terceiro desta série, visto que só podem ser utilizados uma vez e é superior aos outros dois lançados anteriormente em 2008 e em 2011; leva mais de mil quilos de carga que o primeiro (Júlio Verne) e mais 600 quilos que o segundo (Johannes Klepper).

Cada Veículo Automático de Transferência custa 200 milhões de euros, mais outro tanto para o desenvolvimento da operação. A Espanha participa com 5% dos gastos e as suas empresas obtiveram contratos industriais para o desenvolvimento do plano, num valor de 100 milhões de euros cada, segundo informa Pilar Román, do Centro para o Desenvolvimento Tecnológico e Industrial espanhol.

Estão em construção mais dois cargueiros para 2013 e 2014, dado que o programa da Estação Espacial Internacional foi alargado de 2015 até 2020 e espera-se que a Agência Europeia do Espaço (ESA) se baseie nesta conceção de nave para desenhar uma na qual possam ir astronautas.

In Jornal de Notícias online
23/03/2012

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter
This entry was posted in Ariane 5, estação espacial, foguetões and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.